Você provavelmente já ouviu falar sobre a carreira diplomática, certo? E sobre o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD)?

O CACD é considerado por muitos um dos concursos públicos mais complexos e difíceis do Brasil. Mesmo assim, essa fama não desanima os candidatos. O CACD é um concurso bastante concorrido, só em 2019 foram 320 candidatos por vaga.

Como em diversos concursos, inclusive no ENEM, a redação é uma prova importantíssima para o CACD e pode render pontos que fazem a diferença na aprovação de muitos candidatos.

E aí, se interessou pelo tema? Então fique com a gente para entender mais sobre o CACD e sua prova de redação.

Um pouco sobre a carreira diplomática

Viajar o mundo, conhecer novas culturas e falar diferentes idiomas. Sim, essas são algumas das possibilidades que se tem ao ingressar na carreira diplomática.

Mas, afinal, o que faz um diplomata?

Você já deve ter ouvido falar de diplomatas brasileiros atuando em diversos lugares pelo mundo. O diplomata é basicamente um representante oficial do país, responsável por negociar acordos e tratados entre outras nações e a nossa, além de ser uma fonte de informações sobre assuntos que sejam do interesse do governo brasileiro.

Pois bem, só com essas informações já conseguimos perceber que o cargo de diplomata é bastante estratégico para o nosso país, e isso se reflete na forma como esse profissional é selecionado para ingressar na carreira.

Como é o CACD?

Como falamos no início, o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata possui um nível de complexidade elevado. Em partes, isso pode ser explicado pelo número de disciplina no edital, sendo 10 no total: História do Brasil; História Mundial; Noções de Economia; Política Internacional; Geografia; Noções de Direito Interno e DIP; Língua Portuguesa; Língua Inglesa; Língua Francesa; Língua Espanhola.

O concurso é dividido em duas fases, sendo a primeira composta por uma prova objetiva e a segunda por provas escritas. São vários dias reservados para as provas, em 2019, por exemplo, foram seis dias no total, incluindo as duas fases.

Ao ser aprovado no CACD, o candidato ingressa na carreira de diplomata com um salário inicial de R$19.199,06 (dados de 2019) e inicia uma caminhada que tem início no cargo de Terceiro Secretário podendo chegar ao tão cobiçado cargo de Embaixador.

Redação para o Concurso de Diplomata

A redação do CACD corresponde basicamente à prova de língua portuguesa da segunda fase do concurso.

Essa prova reflete o objetivo do concurso de forma geral, que é avaliar a maturidade intelectual do candidato, não só no domínio das disciplinas do concurso, mas na capacidade argumentativa e crítica sobre temas que muitas vezes envolvem áreas diferentes do conhecimento.

O guia de estudos para o CACD sintetiza bem em uma das suas edições o que é esperado do candidato na prova de língua portuguesa da segunda fase do concurso:

“Produto do complexo processo de domínio da língua escrita, no nível exigido pelo concurso, a redação deve revelar a maturidade intelectual do candidato. Este deverá demonstrar pensamento crítico, proveniente da capacidade de incorporar e inter-relacionar leituras prévias, sem afastar-se do tema proposto. (Orientação para a Prova de Português – Guia de Estudos – Edição 2009. pág 26)”

redação para concurso de diplomata

Veja o exemplo de uma das questões da prova de redação do CACD de 2019:

Nesta questão temos um trecho da obra História da alimentação do Brasil, de Câmara Cascudo, autor aparece com frequência nas provas do CACD, tanto nas discursivas quanto também nas objetivas, que marcam a primeira etapa do concurso.

O exemplo acima ilustra bem a expectativa que se tem do candidato ao CACD em termos de maturidade intelectual. O candidato deve ser capaz de relacionar obras da literatura brasileira com temas de ordem social e cultural, por exemplo.

Dicas para quem quer começar a estudar para o CACD

Apesar da prova de redação ser apenas uma parte do concurso para a carreira de diplomata, ela ilustra bem os níveis de maturidade e profundidade de conhecimento que são esperados dos candidatos na prova.

Se você se interessou pela carreira diplomática, confira algumas dicas para começar a se preparar para o CACD:

1. Comece a sua preparação o quanto antes

A preparação para o CACD deve ser encarada como um compromisso de longo prazo. A média de tempo dedicado aos estudos pelos aprovados nos últimos concursos esteve entre 3 e 4 anos, por isso, é necessário ter disciplina e paciência para manter o foco no objetivo da aprovação.

Um dos requisitos para se prestar o concurso é possuir diploma do ensino superior em uma instituição reconhecida pelo MEC. Caso você ainda esteja na faculdade, ou mesmo no ensino médio, uma excelente ideia é começar a sua preparação por agora.

Essa ação, além de tirar um pouco da pressão que é comum na preparação da maioria dos candidatos a concursos com alto grau de concorrência, ajuda no desenvolvimento da disciplina, que é fundamental na gestão de uma rotina dupla de estudos.

2. Planeje o seus estudos de acordo com a sua rotina

Ainda seguindo a linha da disciplina, de nada adianta iniciar a preparação para um concurso como o CACD, se você não define muito bem o seu caminho e em quanto tempo você pretende chegar ao seu objetivo.

Criar um plano de estudos é essencial nessa jornada. Analise a sua rotina e busque entender a quantidade de tempo que você tem disponível para se dedicar aos estudos. A partir daí, estude o edital do concurso e defina metas claras para o estudo das disciplinas.

3. Não deixe de praticar

Por fim, algo simples e fundamental na preparação para qualquer concurso, mas que vale a pena reforçar: não fique apenas na teoria, teste o conhecimento adquirido sempre que possível!

Você pode fazer isso resolvendo simulados e também por meio das provas anteriores do CACD. O ideal é que, assim como no estudo das disciplinas, você tenha também uma rotina definida para se dedicar à resolução de questões do concurso.

Então é isso, esperamos que tenha curtido o conteúdo. Deixe seu comentário e compartilhar com quem também se interessa pelo tema!

Esse texto foi escrito pela equipe de conteúdo do Clipping. O Clipping é uma plataforma que simplifica os estudos para concursos públicos, permitindo que candidatos em diversas áreas (Diplomacia, PRF, Tribunais, entre outras) estudem por conta própria, pagando pouco, em um ambiente 100% online.

Giovanna Pessoa

Estudante de Administração de Empresas, a Gi faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi e adora escrever! Ela ama estar em contato com a natureza, ler sobre psicologia, mas acima de tudo, é apaixonada por um cãozinho. Conheça mais sobre os textos da Gi, essa grande escritora que procura crescer cada vez mais em marketing!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!