7 dicas para mandar o medo e a ansiedade embora durante a prova

 

Muitos alunos estudam intensamente durante o ano inteiro, tiram notas altíssimas em simulados, desenvolvem intimidade com os conteúdos, mas nada hora da prova: nada! Dá aquele branco.

Às vezes, esses alunos não se lembram, não entendem ou não conseguem interpretar corretamente as questões. Isso acontece, em grande parte, pelo nervosismo. Quando não controlamos nossas emoções, nosso desempenho é afetado diretamente – principalmente no vestibular.

Para adquirir a “inteligência emocional” e conseguir lidar melhor com essa questão, separamos 7 pontos importantes para se atentar:
 

1. Atitudes do dia anterior
Siga as recomendações para o dia da véspera. Nada de excessos, durma no mínimo 8 horas durante a noite, alimente-se bem e converse com pessoas que torcem por você – como familiares e amigos próximos. Mais do que o lado físico, isso te ajudará a se sentir seguro, com o pensamento “estou fazendo o máximo para dar certo”. Quando o candidato tem a consciência que fez tudo que poderia fazer, a confiança ganha mais força do que o nervosismo no momento da prova.

 

2. Já no dia da aplicação da prova, identifique qual o sentimento que está te incomodando
Que é um nervosismo – isso é óbvio. Mas procure entender de onde ele vem. Por exemplo, pode ser um medo de não conseguir responder todas as questões no tempo estipulado, ou medo de não atingir os acertos necessários. Pode, até, ser uma ansiedade em realizar logo a prova, para que aquele desconforto acabe.

 

3. Quando você perceber o que está se passando, é hora de interromper esse sentimento
Seja racional e utilize a lógica para te ajudar. Se você estudou durante o ano inteiro, se dedicou verdadeiramente e se preparou para o vestibular, isso quer dizer que você tem tudo para ir muito bem no exame. Ficar nervoso não te dará mais tempo, tampouco irá ativar a sua memória. Sendo assim, tenha a consciência que sentir-se assim só te comprometerá. Essa é a hora de se lembrar é capaz e pode resolver a prova com facilidade. Pare, sorria, acredite e bote ainda mais fé! Pensamento positivo é uma boa – mesmo se não funcionar, mal não vai fazer.

 

4. Acredite que você é dono de sua mente e pode controlar suas emoções
Quando você realmente acredita que pode controlar suas emoções, você evita que o medo e a ansiedade estejam presentes durante a prova. Adquirir a inteligência emocional é algo que será muito proveitoso neste momento e durante toda a sua vida, seja no campo acadêmico, nos processos seletivos e universidades, ou no campo profissional, durante o mercado de trabalho.

 

5. Procure técnicas para se acalmar
Trabalhar a respiração é um dos pontos mais importantes para tranquilizar os estudantes. Além disso, a respiração contribui para a concentração do candidato. Sente-se, se necessário feche os olhos, respire fundo, inspire e expire de forma mais espaçada possível. Isso acalmará os ânimos e trará uma sensação de paz.  

 

6. Por fim, lembre-se sempre do seu foco
Esse é o ponto. Sempre que lembramos onde queremos chegar, fica mais fácil encontrar forças para continuar a caminhada. É interessante se lembrar de como foi difícil passar por aquele período e destacar quantas vezes você se surpreendeu. Lembre-se da sensação de dever cumprido e sinta-se orgulhoso de si mesmo. Isso vai ser um ótimo combustível para mandar bem na prova. 

0 Shares:
Você pode gostar também

Links para Download dos Livros do Vestibular 2014/15

Os estudantes que estão se preparando para prestar os mais diferentes vestibulares do Brasil acabam de ganhar uma mãozinha do Stoodi, plataforma online de vídeo aulas de preparação para o Enem e outros vestibulares. Antes de sair por aí comprando os livros importantes para as provas, que tal pesquisar os...
Leia mais

Qual o melhor método de estudo?

Descubra que tipo de aluno você é Existem diversas formas para estudar: por meio de leituras, produção de resumos, resolução de exercícios e outros. O que não paramos para analisar é como esses métodos podem facilitar a vida dos vestibulandos.  A memória reage de forma diferente aos tipos de estudo,...