Você já parou para pensar sobre como cada cantinho do planeta tem a sua própria cultura? Sobre como diferentes pontos do globo têm características completamente diferentes? Isso pode ser observado, muitas vezes, até dentro de uma mesma cidade. Imagine em um lugar tão distante quanto o Japão?

O Japão é um país com características bem diferentes das do Brasil. Localizado na Ásia, em um arquipélago com várias ilhotas, esse país tem uma história milenar e uma cultura riquíssima. Por incrível que pareça, conhecer essas informações pode nos ajudar muito em provas como o Enem e outros vestibulares.

A seguir, confira alguns pontos importantes sobre a história, o clima, a vegetação, a cultura e a economia da nação japonesa. Com isso, você pode associar melhor uma série de outros conteúdos e ir para a prova com uma grande bagagem de conhecimento. Boa leitura!

Dados gerais sobre o Japão

Antes de partirmos para detalhes mais aprofundados, que tal conferirmos algumas características gerais sobre o Japão? Vamos lá!

  • Localização: Ásia
  • Países próximos: China, Coreia do Sul, Rússia, Coreia do Norte
  • Oceano que o banha: Pacífico
  • Capital: Tóquio
  • Moeda do Japão: Iene
  • Língua oficial: japonês
  • Religião oficial: budismo e xintoísmo
  • Bandeira do Japão: retângulo branco com um círculo vermelho centralizado
  • População: cerca de 125 milhões de pessoas
  • Tipo de governo: monarquia constitucional parlamentar (assim como a Suécia)

Com esses dados, já podemos começar a nos aventurar em mais detalhes sobre esse país tão interessante.

História do Japão

É impossível tratar de toda a história do Japão em apenas um tópico, afinal, são milhares de anos de eventos relevantes e que levaram o país a ser o que ele é hoje. No entanto, podemos citar alguns episódios recentes que fizeram parte dessa construção:

Ao estudar esses eventos históricos, fica mais fácil se familiarizar com as questões da história japonesa e saber tudo o que é necessário para enfrentar qualquer prova de vestibular!

japão história

Clima e vegetação do Japão

O clima no Japão é um assunto bastante complexo e bem diferenciado devido à localização do país em relação ao globo. Ele é denominado como clima subártico, que conta com as quatro estações bem definidas e algumas particularidades.

A principal delas é a ocorrência de tufões no Japão no período do outono. Além disso, há muitas chuvas no verão e um frio relativamente rigoroso, com a precipitação de neve.

O bioma japonês é majoritariamente o de floresta temperada. É o tipo de vegetação observada em filmes estadunidenses: árvores de médio a grande porte, com folhas graúdas e que caem durante o outono (caducifólias ou decíduas).

Além disso, há o florescimento típico na primavera, gerando cenários como os das grandes cerejeiras do Japão.

Cultura do Japão

É praticamente impossível falarmos sobre o Japão e não mencionarmos a sua cultura extremamente relevante. Apesar de ter importado uma série de aspectos ocidentais, as tradições e os hábitos japoneses ainda são muito fortes, até mesmo em comunidades que vivem fora do país de origem.

Alguns dos pontos fortes da cultura japonesa são:

  • literatura;
  • pintura (incluindo a ukiyo-e);
  • esculturas;
  • paisagismo;
  • arquitetura;
  • artes cênicas;
  • cinema;
  • mangás;
  • animações.

Além disso, a cultura é extremamente forte em outros aspectos como no vestuário, em costumes típicos de algumas regiões e na culinária, disseminada por todo o planeta.

Economia do Japão 

O Japão é um país rico, com IDH alto e com uma das maiores taxas de expectativa de vida do planeta. Ele figura entre as 10 maiores economias do mundo e tem relações comerciais com nações de diversos continentes.

Um dos grandes focos dessa economia está na tecnologia (computadores e outros), que é amplamente desenvolvida nessa nação, mas isso não é tudo. O Japão também é um forte nome nos seguintes contextos:

  • metalurgia;
  • siderurgia;
  • pesca;
  • mineração;
  • turismo;
  • agricultura.

O mais interessante de se observar é que o Japão passou por períodos de grande riqueza, seguidos por desastres e devastação quase total, mas ainda assim se reergueu. Um bom exemplo disso é a Segunda Guerra Mundial.

Nesse episódio, a nação oriental era a grande potência fora da Europa, mas depois da entrada dos Estados Unidos no combate e da derrota do Eixo (composto por Japão, Alemanha e Itália), o país foi completamente destruído economicamente. Apesar disso, hoje desponta como uma das principais economias do planeta novamente.

Desastres naturais no Japão

Alguns fatores fazem com que o Japão seja, infelizmente, um país suscetível a uma série de desastres naturais. Um deles é o fato da nação ser um arquipélago, região naturalmente mais instável. Há, inclusive, uma série de ilhas montanhosas e até mesmo vulcânicas, como o Monte Fuji.

Além disso, o Japão faz parte do chamado Círculo de Fogo do Pacífico. Essa é uma região extremamente instável a nível tectônico e com inúmeros vulcões ativos. Por isso, todos os países que se encontram nesse perímetro estão à mercê da instabilidade do local, que pode gerar desastres.

Confira alguns dos principais eventos, catastróficos ou não, dos últimos anos no Japão:

  • Terremoto de Kanto (1923), com mais de 140 mil mortos;
  • Terremoto e tsunami de Tojoku (2011), com mais de 15 mil vítimas;
  • Terremoto e tsunami de Fukushima (2016), com 16 feridos e um acidente nuclear como consequência.

Os tufões também são, frequentemente, uma fonte de destruição no país. Há uma série de episódios, como os tufões Ewiniar (2006) e o Francisco (2013). Lembrar os seus nomes, no entanto, não é necessário!

Sabendo da instabilidade do próprio território, o governo japonês frequentemente investe em novas tecnologias e métodos para tentar prevenir a perda de vidas e de infraestrutura devido a esses desastres.

Saber essas informações sobre o Japão pode ajudar muito na resolução de questões da sua prova de vestibular! Quer saber mais sobre a geografia e a cultura de outras regiões do planeta? Confira o cronograma de estudos do Stoodi e fique por dentro!

Você pode gostar também