O começo do Brasil republicano (a partir de 1889) foi marcado por ser um período de considerável instabilidade (tanto política quanto econômica) e início de uma série de revoltas populares. Entre esses vários movimentos que contestavam o poder central, podemos destacar a Guerra de Canudos, principalmente pelo fato de essa revolta ter alterado drasticamente as relações sociais na Bahia.

Matéria que constantemente é cobrada no Enem e em vestibulares, a Guerra de Canudos foi um fenômeno histórico extremamente importante para o Brasil, o qual é válido todo estudante entender melhor.

Deste modo, preparamos um conteúdo explicando o que foi a Guerra de Canudos, quais foram suas principais causas, consequências e muito mais. Confira!

O que foi a Guerra de Canudos?

Guerra de Canudos foi uma revolta armada popular ocorrida em 1893 (apenas 4 anos após a Proclamação da República) no sertão da Bahia. Seguindo as diretrizes de um líder chamado Antônio Conselheiro, essa revolta foi caracterizada por ser composta por milhares de pessoas de baixa renda, as quais criaram meios para construir sua própria comunidade e fugir da exploração e pobreza.

guerra de canudos

Causas da Guerra de Canudos

O sertão nordestino naquela época era composto basicamente por latifúndios (grandes demarcações de terras) improdutivos, comunidades pobres, miséria e grande parte da população desempregada.

Devido a essa situação degradante, várias pessoas passaram a migrar para uma recém comunidade chamada de Fazenda Canudos, onde seguiam os mandamentos de um líder que não se alinhava com o poder central.

Por se tratar de uma proposta de comunidade autossuficiente, e que dava a oportunidade para as pessoas fugirem da miséria, Canudos foi atraindo cada vez mais sertanejos, o que naturalmente despertou a atenção/fúria dos governantes republicanos.

Incomodados com o surgimento de uma “sociedade paralela”, os republicanos começaram a enviar tropas para a Fazenda Canudos com o objetivo de restabelecer a ordem local, dando início assim a Guerra de Canudos.

Figura de Antônio Conselheiro

Antônio Vicente Mendes Maciel, mais conhecido como Antônio Conselheiro, era cearense natural de Quixeramobim e passou a ser uma figura emblemática na Bahia devido à sua fama de peregrinador do sertão.

Marcado visualmente por sua barba grande e uso de um cajado para se locomover, Conselheiro adotava um discurso de cristianismo primitivo, em que o homem não precisaria ser subordinado a ninguém.

Com isso, Antônio passou a ser visto por muitos sertanejos como uma espécie de messias, aquele que salvaria os pobres da miséria e das correntes opressoras do Brasil República.

Foi nesse contexto que Conselheiro ganhou notoriedade no sertão da Bahia e construiu em 1893, perto do rio Vaza-Barris, a comunidade de Canudos.

Consequências da Guerra de Canudos

A principal consequência desse movimento sem dúvida foi o elevado número de mortos e o agravamento da pobreza local. Para termos uma ideia, os combates entre tropas republicanas e sertanejos de Canudos desencadearam cerca de 25 mil mortos, sendo a grande maioria da população do povoado de Conselheiro.

Vale lembrar ainda que a comunidade de Canudos foi varrida do mapa em 1897 (destruída e incendiada pelas tropas do governo), ano em que acabou o conflito armado e que ainda teve a expulsão de todos os sertanejos do local.

Guerra de Canudos: exercícios

Confira agora como os acontecimentos e desdobramentos da Guerra de Canudos podem ser cobrados em uma prova de vestibular.

1. (Mackenzie 2006)Decididamente era indispensável que a campanha de Canudos tivesse um objetivo superior à função estúpida e bem pouco gloriosa de destruir um povoado dos sertões. Havia um inimigo mais sério a combater, em guerra mais demorada e digna. Toda aquela campanha seria um crime inútil e bárbaro, se não se aproveitassem os caminhos abertos à artilharia para uma propaganda tenaz, contínua e persistente, visando trazer para o nosso tempo e incorporar à nossa existência aqueles rudes compatriotas retardatários.

Euclides da Cunha, Os Sertões

A respeito do movimento social a que se refere o trecho dado, é INCORRETA uma das afirmações abaixo. Assinale-a.

a) Foi um movimento de caráter messiânico, cujo líder organizou uma comunidade de fiéis no interior baiano.

b) Irrompeu nos últimos anos do século XIX, durante o governo de Prudente de Morais, e nele se confrontaram tropas federais e grupos de jagunços.

c) Suas causas se ligam, entre outros, ao problema da miséria social provocada pela concentração fundiária e pelas secas periódicas.

d) Atingiu extremos de violência nos combates com as tropas do governo; todavia, alcançou a vitória e conseguiu impor, ainda que restrita, uma reforma agrária na região do conflito.

e) No ideário de seu líder religioso, apareciam ideias de conteúdo sebastianista, que eram resquícios de antigas crenças messiânicas dos séculos XVI e XVII.

Resolução

Alternativa correta letra “d”.

2. (UFF 1996) No final do século XIX, nos sertões da Bahia, o movimento de Canudos pôs em xeque o recente regime republicano instalado no Brasil, infligindo sucessivas derrotas ao exército brasileiro. A razão oficial do governo Prudente de Morais para combater a destruir o reduto de Antônio Conselheiro foi:

a) O discurso que, após a derrota do Coronel Moreira César, injetou o ânimo necessário à ofensiva vitoriosa do exército frisou os aspectos monárquicos que o Arraial de Canudos trazia em seu próprio nome, uma vez que arraial provém de arreial, isto é, “ar real”.

b) Antônio Conselheiro foi considerado um beato herege pelo Arcebispo da Bahia que, não obstante rompido com o governo republicano, instou para que o Exército destruísse a seita.

c) A sanha da repressão republicana voltou-se contra o caráter assumidamente sebastianista de Canudos, posto que era o próprio Conselheiro quem pregava o iminente fim da República com a volta de D. Sebastião.

d) O grande argumento em favor da repressão foi dado por Euclides da Cunha, autor de Os Sertões, que, ao proclamar que o Brasil estava “condenado à civilização”, incentivou os militares a destroçar a jagunçada sertaneja, emblema do atraso que se pretendia remover.

e) Canudos foi considerado uma clara manifestação de fanáticos articulados com os monarquistas do Rio de Janeiro em favor da restauração do Império.

Resolução

Alternativa correta letra “e”.

Portanto, agora que você já sabe o que foi a Guerra de Canudos, bem como quais foram suas principais motivações, cabe enfatizar a importância de fazer mais exercícios, pois é dessa forma que a matéria passa a ser melhor compreendida, aumentando assim as chances fazer uma boa prova de História.

Gostou de aprender mais sobre a Guerra de Canudos? Então confira o cronograma de estudos do Stoodi e veja como é eficiente estudar para o vestibular em casa e ainda poder montar seu próprio cronograma!

1 Shares:
Você pode gostar também