A caderneta de poupança é a forma de investimento mais tradicional dos brasileiros – praticamente todo mundo já fez a famosa poupança. Contudo, apesar da popularidade, muitos questionam se ela realmente rende.

Se trata de um investimento sem risco, que pode retornar a você em caso de, por exemplo, falência do banco em que investiu. Porém, entra em questão o seu rendimento, que já não é tão alto hoje em dia.

Para saber se vale a pena ou não, prossiga com a leitura do artigo e entenda as principais vantagens e desvantagens desse investimento!

Poupança: o que é e como funciona

Afinal, o que é e como funciona a poupança?

A poupança se trata de uma aplicação de renda fixa simples, que pode ser realizada até por menores de idade. Uma conta poupança pode ser aberta em qualquer agência bancária, por qualquer pessoa, através do gerente.

Para isso, basta apresentar RG, CPF e comprovante de residência. A quantidade mínima a ser investida varia de acordo com o banco e o dinheiro aplicado pode ser retirado a qualquer momento.

A sua rentabilidade é a mesma para todas as instituições financeiras, não importando então a escolha do banco nesse sentido.

Qual é a rentabilidade pela Poupança?

O rendimento da poupança é mensal, sendo sempre atualizado na data de aniversário (data de abertura da poupança). Em 2012, foram feitas algumas mudanças nas regras, que estabeleceram que o rendimento é alterado conforme o patamar da Selic.

A Selic se trata da taxa básica de juros na economia nacional, funcionando da seguinte forma no rendimento da poupança:

·                     Se a taxa estiver acima do 8,5% ao ano, o rendimento da poupança é de 0,5% mais a variação da Taxa Referencial (TR);

·                     Se a taxa estiver igual ou abaixo de 8,5% ao ano, o rendimento da poupança é de 70% mais a variação da Taxa Referencial.

A Taxa Referencial é calculada através das médias das taxas dos CDBs (Certificado de Depósito Bancário), que são emitidos por cerca de 30 instituições financeiras.

Obs: essas regras só são válidas para depósitos em poupança realizados após 03/05/2012. Antes disso, o rendimento é de 0,5% ao mês (6,17% ao ano) mais a variação da TR.

Os prós e contras da poupança: vale a pena o rendimento desse investimento?

O grande problema da poupança hoje em dia é que está rendendo cada vez menos e isso ocorre por causa da inflação. Não se trata apenas do risco de não ganhar dinheiro, mas de ter uma perda real do seu poder de compra.

Investimentos em poupança estão oferecendo rendimentos baixíssimos, chegando em certos momentos a ficar abaixo da inflação. Por exemplo, veja a inflação medida pelo IPCA:

·                     Em 2018: rendimento da poupança (4,62%) x inflação (4,20%);

·                     Em 2017: rendimento da poupança (6,61%) x inflação (3,26%);

·                     Em 2016: rendimento da poupança (8,30%) x inflação (7,31%);

·                     Em 2015: rendimento da poupança (8,07%) x inflação (11,54%).

Então, além de um rendimento baixo em relação à inflação, você pode até ter o seu dinheiro investido desvalorizado. Por isso que é importante acompanhar o rendimento da poupança mensal em histórico.

Quais são os prós de investir na poupança?

·                     A sua liquidez diária;

·                     Isenção de imposto de renda e de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras);

·                     Garantias em caso de quebra da instituição financeira;

·                     Não há custos ou tarifas para investimento.

Quais são os contras de investir na poupança?

·                     É um investimento pouco lucrativo, podendo render até menos que a inflação;

·                     Só ocorre o rendimento no dia do aniversário;

·           A poupança é um empréstimo para o governo, o que pode não ser a opção mais confiável.

Veredito: vale a pena o investimento na poupança?

Para quem busca menos burocracia e mais simplicidade na aplicação de dinheiro, a poupança ainda é uma opção básica. Ela apresenta garantias e diversas isenções que são atraentes para o iniciante em investimentos.

Contudo, o mercado financeiro se modernizou e apresenta opções tão confiáveis quanto: Tesouro Direto, CDB, LCA e LCI. Então, se busca um rendimento melhor do seu investimento, busque por outras opções além da poupança!

Banner Stoodi Med
Banner_Redação
Você pode gostar também