Como as obras de Monteiro Lobato podem cair no vestibular?

Campanha Pesquisa de Carreiras

Hoje, dia 18 de abril, o escritor completaria 134 anos de vida

Foto: Reprodução/Divulgação
“A mim me salvaram as crianças. De tanto escrever para elas, simplifiquei-me”. E simplificou-se no sentido mais nobre da palavra.

Para quem não tem ideia de quem afirmou essa frase, fazemos questão de lembrar: o aniversariante do dia, Monteiro Lobato. Hoje, dia 18 de abril, ele completaria 134 anos de vida.

Lobato foi um dos principais escritores infantis, deixando um legado de 26 títulos às crianças. O mais conhecido deles é o Sítio do Picapau Amarelo, que reuniu personagens como a boneca Emília, Narizinho, Pedrinho, Dona Benta, Visconde de Sabugosa e muitos outros.

Nascido em Taubaté, o escritor mesclava fantasia com realidade, permitindo que o mundo da imaginação fizesse parte do dia a dia. Era cético, crítico e nacionalista. Não é à toa que o autor vira e mexe aparece nos vestibulares.
Confira 3 questões de vestibular sobre as obras de Monteiro Lobato:
(FUVEST) Assinale a falsa, sobre Monteiro Lobato:

a) traz a paisagem do Vale do Paraíba paulista, denunciando a devastação da natureza pela pratica agrícola da queimada;

b) explora os aspectos visíveis do ser humano; seus contos têm quase sempre finais trágicos e deprimentes;

c) vale-se das tradições orais do caipira, personificado pelo Jeca Tatu, valendo-se do coloquialismo do “contador de casos”;

d) nos romance Urupês e Cidades Mortas aborda a decadência da agricultura no Vale do Paraíba, após o “ciclo” do café;

e) n.d.a.

Resposta correta: alternativa B.

(FUVEST) A obra reúne uma série de artigos, iniciados com Velha Praga, publicados em O Estado de S. Paulo, a 14-11-1914. Nesses artigos, o autor insurge-se contra o extermínio das matas de Mantiqueira pela ação nefasta das queimadas, retrógrada prática agrícola perpetrada pela ignorância dos caboclos, analisa o primitivismo da vida dos caipiras do Vale do Paraíba e critica a literatura romântica que cantou liricamente esses marginais da civilização. Que obra é esta?

a) Contrastes e Confrontos (Euclides da Cunha);

b) Urupês (Monteiro Lobato);

c) Ideias de Jeca Tatu (Monteiro Lobato);

d) À Margem da História (Euclides da Cunha);

e) n.d.a.

Resposta correta: alternativa B.

O personagem Jeca Tatu é um dos mais famosos da obra de Monteiro Lobato. No livro Urupês, Lobato desconstrói a imagem idealizada do homem rural

(UFRJ) Esse anúncio retratava aspectos da sociedade brasileira da época, expressando críticas principalmente às condições de:

a) acesso à escolarização

b) assistência médico-hospitalar

c) salubridade nas áreas rurais

d) integração econômica regional

Resposta correta: alternativa C.

Campanha Pesquisa de Carreiras