Veja como se inscrever para o Enem

DATAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DO ENEM 2018

Nem todo mundo gosta de ter prazos, mas se você quer participar do Enem 2018, precisa ficar alerta! Anote todas as datas a seguir no seu calendário.

As inscrições para o Enem aconteceram entre os dias 07/05 a 18/05. começa dia 07/05.

  • O Edital do Enem 2018 foi divulgado no dia 21/03/2018 e apresentou mudanças no exame.
  • O prazo para a justificativa de ausência começou no dia 02/04 e, inicialmente, iria até o dia 11/04. Mas o Inep estendeu o prazo até o dia 15/04.
  • A solicitação de isenção de taxa aconteceu antes do período de inscrição. Assim como a justificativa, o pedido de isenção de taxa também teve seu prazo estendido. O período começou no dia 02/04 e foi até as 23h59 do dia 15/04.
  • A inscrição aconteceu entre os dias 07/05 e 18/05.
  • As provas do Enem 2018 serão realizadas nos dias 04/11 e 11/11.

Não perca o Enem por não se inscrever ou pagar a taxa no prazo!

COMO SE INSCREVER NO ENEM – PASSO A PASSO COMPLETO

As inscrições para o Enem 2018 aconteceram entre os dias 07/05 e 18/05 e foram feitas apenas pela internet, no site do Inep.

Para realizar a inscrição no Enem, é preciso informar o número do seu CPF e documento de identidade. Caso não tenha CPF, pode solicitar o seu pelo site da Receita Federal.

É obrigatório apresentar também um endereço de e-mail único e válido e um número de celular válido. É por meio desse e-mail e/ou do número de celular que o Inep enviará informações sobre a sua inscrição, então informe os dados direitinho, ok?

No momento em que você estiver se inscrevendo, o sistema vai gerar o seu número de inscrição e você deverá cadastrar uma senha. Anote esses dados em local seguro, pois eles serão necessários para acompanhar a sua inscrição.

De forma organizada, essas são as informações que você precisa fornecer para a sua inscrição do Enem:

  • Número de seu Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Número do documento de identidade;
  • Endereço de e–mail único e válido;
  • Número de celular válido;
  • Informações relacionadas a atendimento especializado, específico e/ou pelo nome social (se necessitar);
  • Município onde deseja realizar o exame;
  • Língua (inglês ou espanhol) das questões de língua estrangeira.

Passo a passo de como fazer a inscrição no Enem:

  1. Acesse a página do participante e clique na opção “Inscrição do Enem 2018”.
  2. O sistema solicita o seu número de CPF e a sua data de nascimento. Também pede uma confirmação de imagem para checar se você é uma pessoa e não um robô. Preencha e prossiga.
  3. A próxima tela vai pedir dados pessoais: CPF, nome completo, data de nascimento, nome da mãe, sexo, cor ou raça, número de identidade e órgão expedidor, UF da identidade, estado civil e nacionalidade. Preencha e confira se estão todos corretos.
  4. O próximo passo é informar se você precisa de atendimento especial. O Enem possui 12 recursos e serviços para dar autonomia ao candidato. Se não os conhece e quer saber se tem direito, confira no final deste artigo.
  5. Depois, o sistema solicita a confirmação dos dados. Confira novamente os dados pessoais. Veja se não cometeu nenhum erro de digitação.
  6. A tela seguinte é para a escolha da língua estrangeira e do local de realização do seu exame. Você pode escolher inglês ou espanhol. O Enem terá cinco questões de idioma estrangeiro dentro do caderno de Linguagens.
  7. Confirme a sua opção de língua estrangeira e local de prova. Se tiver errado, pode voltar na tela anterior e corrigir.
  8. A próxima tela é para informar se você é concluinte do Ensino Médio, se já concluiu ou se é treineiro. Quando você escolher uma destas opções, vai abrir uma nova aba para o detalhamento da situação. É só preencher e confirmar.
  9. Depois é hora de preencher o Questionário Socioeconômico. Ele é um pouco extenso, mas o sistema exige estes dados para fazer o retrato social dos participantes. Lembre-se de colocar apenas informações verdadeiras. Preencha corretamente e com calma.
  10. Agora é só confirmar todos os seus dados e gerar a Guia de Recolhimento da União. Você poderá salvar a GRU como PDF ou imprimir na hora. Depois é só pagar a taxa, caso você não seja isento, e sua inscrição será confirmada.

Depois que você faz a sua inscrição no Enem, é possível alterar dados cadastrais, município de realização das provas e opção de língua estrangeira. Fique atento, pois você só poderá alterar essas informações dentro do período de inscrição: de 07/05 a 18/05.

TAXA DE INSCRIÇÃO DO ENEM

Para participar do Enem é preciso pagar uma taxa de inscrição. O valor da taxa deste ano será a mesma da edição de 2017, de R$ 82. Como esse preço é alto para muita gente, existe a possibilidade de pedir a isenção da taxa. Explicaremos como você pode fazer isso mais adiante.

O período para o pagamento da taxa de inscrição do Enem começa no dia 07/05, mesmo dia em que serão abertas as inscrições. Você poderá fazer o pagamento até o dia 23/05. Então, organize as suas finanças!

Essa taxa deverá ser paga através de uma GRU – sigla para Guia de Recolhimento da União (GRU cobrança).

A GRU para o pagamento da taxa do Enem será gerada ao fim da inscrição. Depois que você preencher e conferir todos os dados pessoais, aparecerá uma mensagem do sistema para gerar a GRU. Você poderá imprimir ou salvar como PDF.

Ela pode ser paga em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios. Fique de olho nos critérios para pagamento da GRU no local onde você realizará a transação .

A sua inscrição será confirmada após o processamento do pagamento. Se você não pagar até o dia 23/05, sua inscrição não será confirmada!

Caso você seja isento da taxa, a participação no Enem será confirmada ao final da inscrição.

Você poderá acompanhar a situação de sua inscrição pela página do participante.

COMO PEDIR ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO?

Se você achou o valor da inscrição muito alto, calma! Existem alguns perfis que têm direito a não pagar a taxa. Veja se você se enquadra em algum deles:

  • Quem estiver cursando a última série do Ensino Médio em 2018, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar.
  • Quem tirou a Certificação de Conclusão do Ensino Médio, por meio Exame Nacional de Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017.
  • Quem concluiu todo o Ensino Médio na rede pública de ensino ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda familiar igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa.
  • Quem declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). É considerada família de baixa renda aquela com renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Se você se enquadra em algum desses perfis, pode solicitar a isenção!

No Enem 2018 as solicitações de isenção ocorrem antes da inscrição. O período de solicitação é de 02/04 a 15/04. Não serão aceitas solicitações fora desse período.

PASSO A PASSO PARA SOLICITAR A ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO ENEM 2018

1 – Entre no Sistema de Isenção do Inep e clique em Isenção 2018.Tenha em mãos o seu número de CPF.

2 – Ao informar o CPF, você criará uma senha. A senha será a mesma para a inscrição, acesso ao Cartão de Confirmação de Inscrição e aos resultados. Guarde este dado!

3 – Se você solicitar a isenção da taxa por estar incluído no CadÚnico, será necessário informar o seu Número de Identificação Social (NIS) único e válido. Seus dados pessoais do CadÚnico deverão ser iguais aos dados cadastrados na Receita Federal. Atenção: verifique essas informações antes de solicitar a isenção.

4 – No Questionário Socioeconômico você deverá inserir dados verdadeiros sobre você, sua família e estudos.

O Inep poderá pedir documentos a qualquer momento para comprovar suas condições socioeconômicas. Os documentos aceitos são:

Isenção pela Lei nº 12.799, de 10 de abril de 2013.

  • Rede Pública de Ensino: histórico escolar, declaração escolar ou o certificado de conclusão do ensino médio;
  • Rede Particular de Ensino: declaração da escola que comprove a condição de bolsista integral em todo o ensino médio;
  • Comprovante de renda: comprovante de renda do mês corrente ou dos três meses anteriores. O comprovante deve ser assinado pelo participante (para o caso de autônomos ou trabalhadores informais) ou pelo seu empregador (com CNPJ).

Isenção pelo Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007.

  • Cópia do cartão com o Número de Identificação Social (NIS) válido, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) ou outro documento válido que contenha o NIS .
  • Isenção por ser concluinte do ensino médio na escola pública:
  • Declaração escolar comprovando que o participante está cursando a última série do ensino médio, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública, declarada ao Censo Escolar da Educação Básica.

Você pode ser eliminado do exame se der informações falsas e conseguir uma isenção indevida. Se isso acontecer, deverá ainda pagar os custos da taxa e poderá sofrer outras penalidades previstas em lei. Fraude é crime!

Os resultados das solicitações de isenção serão divulgados no dia 23/04. Você deve acessar o site do enem para saber se sua solicitação foi aprovada.

É importante lembrar que a aprovação da isenção de taxa não é a sua inscrição! Depois deste processo, você ainda precisará se inscrever para realizar a prova, no período de 07/05 a 18/05.

RECURSOS DE ISENÇÃO DE TAXA

Se a sua solicitação de isenção não for aceita, você ainda poderá solicitar recurso para tentar mais uma vez. No dia 23/04 começa o período de recursos relacionados às solicitações. O período de recursos vai até o dia 29/04 e os resultados serão divulgados no dia 05/05.

Para entrar com recurso, o Inep aceita os mesmos documentos da solicitação de isenção de taxa. E também os documentos abaixo:

Isenção pela Lei nº 12.799, de 10 de abril de 2013.

  • Documento de identificação (RG)do participante e dos demais membros da família.
  • Comprovante da renda declarada do mês corrente ou de até três meses anteriores. Serão aceitos os seguintes documentos:
  • Comprovante de pagamento, como holerite ou contracheque, recibo de pagamento por serviços prestados, envelope de pagamento ou declaração do empregador.
  • Declaração original, assinada pelo próprio interessado, para os autônomos e trabalhadores em atividades informais, contendo as seguintes informações: nome, atividade que desenvolve, local onde a executa, telefone, há quanto tempo a exerce e renda bruta mensal em reais.
  • Extrato de rendimentos fornecido pelo INSS ou outras fontes, referente à aposentadoria, auxílio-doença, pensão, pecúlio, auxílio-reclusão e previdência privada. Na falta destes, extrato bancário identificado, com o valor do crédito do benefício.
  • Recibo de comissões, aluguéis, pró-labores e outros.
  • Recibo de seguro-desemprego e do FGTS.
  • Rescisão do último contrato de trabalho.
  • Comprovante do valor da pensão alimentícia. Na falta desse, extrato ou declaração de quem a concede, especificando o valor.
  • Comprovantes de benefícios concedidos por programas sociais, como bolsa-família.
  • Declaração original da pessoa que concede ajuda financeira ao interessado, pagamento de despesas com escola ou de outras despesas, contendo as seguintes informações: nome, endereço, telefone, valor concedido e finalidade.
  • Comprovante de residência no Brasil (conta de água, energia elétrica, gás, telefone, carnê de IPTU, correspondências oficiais ou bancárias).

Isenção pelo Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007.

Nome completo e CPF da mãe do participante.

Atenção! Caso você consiga a isenção e não compareça nos dois dias de provas, deverá justificar sua ausência para conseguir nova isenção no Enem 2019.

JUSTIFICATIVA DE AUSÊNCIA NO ENEM

Se você foi isento da taxa de inscrição no Enem 2017, mas não compareceu às provas, vai precisar justificar sua ausência para conseguir isenção este ano. O Enem exige esta justificativa para diminuir os prejuízos aos cofres públicos.

O período para a justificativa já está aberto. Inicialmente, era de 02/04 a 11/04,mas também teve seu prazo estendido e agora vai até as 23h59 do dia 15/04. Para se justificar, você deve acessar o Sistema de Isenção do Inep e inserir documentos que comprovem o motivo da sua falta.

Os documentos aceitos para justificar a ausência variam de acordo com o motivo. A regra é que sejam legíveis para análise, ou serão considerados inválidos. Além disso, o Inep não aceita auto declarações como documentos válidos.

Os documentos aceitos para os casos são:

  • Acidente de Trânsito – Boletim de Ocorrência Policial; legível e datado; com nome completo, CPF e RG do participante. O boletim deve relatar o acidente de trânsito, envolvendo o participante, ocorrido na data de aplicação do Enem 2017, antes das 13h (Horário de Brasília).
  • Assalto/Furto – Boletim de Ocorrência Policial; legível e datado; com nome completo, CPF e RG do participante. O boletim deve relatar o assalto/furto, tendo o participante como vítima, ocorrido na data de aplicação do Enem 2017, antes das 13h (Horário de Brasília).
  • Casamento – Certidão de Casamento; legível e datada; com nome completo do participante. O casamento deve ter ocorrido, no máximo, nove dias antes da data de aplicação do Enem 2017.
  • Morte na família – Certidão de Óbito e documentação que comprove o parentesco com o participante. O óbito deve ter ocorrido, no máximo, oito dias antes da data de aplicação do Enem 2017. Parentesco válido: pai, mãe, responsável legal, companheiro, cônjuge, filho ou enteado.
  • Acompanhamento de cônjuge – Documento, expedido por autoridade constituída, que comprove o acompanhamento de cônjuge ou companheiro deslocado para outra cidade.
  • Problema de Saúde – Atestado Médico; legível e datado; com nome completo do participante; número do CRM (Conselho Regional de Medicina) e assinatura do médico. O atestado deve especificar a necessidade de repouso na data de aplicação do Enem 2017. Também serão aceitos atestados de acompanhamento de familiar. Parentesco válido: pai, mãe, responsável legal, companheiro, cônjuge, filho ou enteado.
  • Licença Maternidade – Atestado Médico; legível e datado; com nome completo, CPF e RG da participante, identificada como mãe; número do CRM (Conselho Regional de Medicina) e assinatura do médico. O nascimento deve ter ocorrido, no máximo, 180 dias antes da data de aplicação do Enem 2017. Também são válidas licenças maternidades para casos de adoção documentados.
  • Licença Paternidade – Certidão de Nascimento; legível e datada; com nome completo, CPF e RG do participante, identificado como pai. O nascimento deve ter ocorrido, no máximo, cinco dias antes da data de aplicação do Enem 2017. Também são válidas licenças paternidades para casos de adoção documentados.
  • Trabalho – Declaração de exercício de atividade profissional; legível e datada; com nome completo, CPF e RG do participante; número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e identificação do empregador responsável pela declaração. O trabalho deve ter ocorrido na data de aplicação do Enem 2017.

ATENDIMENTO ESPECIAL ENEM 2018

O Inep oferece alguns atendimentos especiais durante o Enem para pessoas em condições específicas. Para ter direito a eles, você precisa fazer a solicitação durante a inscrição e comprovar a necessidade.

  • O atendimento por Nome Social é oferecido aos participantes travestis ou transexuais que desejarem ser atendidos pelo Nome Social.
  • O atendimento especializado é oferecido a pessoas com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo e discalculia.
  • O atendimento específico é feito para gestante, lactante, idoso, estudante em classe hospitalar e/ou pessoa com outra condição específica.

Caso o participante possua alguma condição ou deficiência que não esteja no edital,ainda é possível solicitar o atendimento. Para isso, é preciso marcar na inscrição a opção de atendimento específico, informar o CID e anexar documento que comprove a condição.

O Inep oferece diversos recursos de acessibilidade, como:

  • Prova em braile
  • Tradutor-intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras)
  • Videoprova em Libras
  • Prova com letra ampliada
  • Guia-intérprete para pessoa com surdocegueira
  • Leitura labial
  • Sala de fácil acesso e mobiliário acessível

INSCRIÇÃO PARA TRABALHAR NO ENEM

O Enem cresce a cada ano, por isso o Inep tem necessitado cada vez mais de pessoas para auxiliar na aplicação das provas. É possível trabalhar em diversos cargos: chefes de sala, intérpretes de libras, aplicadores de prova, fiscais de corredor, fiscais de banheiro e apoio.

A remuneração varia de acordo com a função. No ano passado, os aplicadores e fiscais receberam R$ 150 pelos dois dias. E os trabalhadores de apoio ganharam R$ 120.

Normalmente, as inscrições para ser fiscal do Enem acontecem no segundo semestre. E essa chamada não é feita pelo Inep, e sim pelo CESPE/UnB e pela Fundação CESGRANRIO. Portanto, se você tem interesse em ser um fiscal do Enem, fique de olho nos sites destas instituições.

Com essas informações você está totalmente preparado para seguir o cronograma do Enem, cumprir os prazos e ter sucesso em sua participação no exame. Não se esqueça de compartilhar esse post e ajudar seus amigos! Boa sorte.