Documentos para o Fies

Saiba como se organizar e não deixe para a última hora!

Quando você decide fazer faculdade, a sua primeira preocupação é onde vai estudar. A segunda preocupação, para quem escolhe uma instituição particular, é como vai fazer para pagar os estudos.

A solução que muitos estudantes encontram é apostar no Fies, o programa de Financiamento Estudantil do governo nacional.

Se você está pensando em se candidatar a um financiamento, precisa se organizar para entregar todos os documentos necessários dentro do prazo. A falta de um documento pode fazer com que você perca essa oportunidade.

Nesse post, vamos explicar tudo que você precisa saber sobre o Fies, incluindo a questão da documentação. Leia com atenção e tire todas as suas dúvidas!

Vamos lá?

Quem pode participar do Fies?

Podem participar os estudantes matriculados em instituições particulares de Ensino Superior que tenham participado de alguma edição do Enem a partir de 2010, tirando 450 pontos ou mais na prova, e não tenham zerado a redação.

O curso de graduação deve ter avaliação positiva pelo MEC.

Outro requisito é que o estudante tenha o perfil socioeconômico certo para o programa. Para quem deseja participar do Fies 1, o teto de renda familiar per capita é de até três salários mínimos (ou seja, R$ 2.862) por mês.

Para quem deseja participar do Fies 2 ou 3, esse limite é um pouco mais alto: até cinco salários mínimos (equivalente a R$ 4.770) por pessoa, por mês. Esses valores são brutos.

O programa atende, ainda, professores da rede pública de ensino básico (Fundamental e Médio) que desejam fazer um curso de licenciatura.

Antes de continuar, é importante lembrar que, para ser aprovado no Fies, o estudante não pode ter um outro financiamento pendente com o programa, nem estar com a matrícula trancada na faculdade.

Como participar do Fies?

Para participar, é necessário começar realizando a inscrição no sistema online, o SisFIES. É um processo simples: basta acessar o site e fornecer os dados solicitados. Nessa fase, acontece uma pré-seleção entre todos os inscritos.

Os estudantes pré-selecionados precisam acessar novamente o sistema, dentro de um prazo de cinco dias após a divulgação de seu nome. Nesse momento, você informa quais são as características do financiamento solicitado.

Em seguida, o estudante tem mais dez dias para confirmar as informações prestadas diretamente com a sua instituição de ensino, procurando a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA).

Finalmente, é o momento de comparecer — junto com um fiador, se for o caso — a uma instituição bancária que seja agente financeiro do Fies (Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal) para fazer a contratação do financiamento.

Outro aviso importante é que o MEC exige a contratação de um seguro de vida, que também será feita nesse momento.

Documentos para a inscrição do Fies

Documentos Fies

Na etapa da inscrição, realizada por meio do sistema do Fies, você não precisa de documentos. Porém, será necessário fornecer algumas informações:

  • CPF;
  • E-mail;
  • Data de nascimento;
  • RG;
  • Endereço;
  • Raça e sexo;
  • Ano de conclusão do Ensino Médio, e se estudou em escola da rede pública;
  • Renda individual mensal bruta de cada membro do grupo familiar;
  • Dados do curso superior, como Estado e município e o conceito do MEC.

Documentos apresentados ao CPSA

Na hora de ir até a instituição e conversar com a CPSA, será preciso apresentar documentos para a validação das informações prestadas no sistema.

São três grupos principais de documentos para o Fies: identificação, comprovação da residência e comprovação de renda.

Lembre-se de que é preciso comprovar a identidade de todas as pessoas declaradas como parte do seu grupo familiar, e também os rendimentos mensais de cada um.

Para a identidade, você pode levar documentos como carteira de identidade (RG), carteira de habilitação (CNH), carteira de trabalho (CTPS) ou passaporte. Basta um documento para cada familiar.

Para a comprovação de residência, basta um documento para a família toda. Para não ter erro, opte por contas de luz, água, gás, telefone fixo ou celular. Guias de IPTU ou IPVA também são aceitas.

Por último, para a comprovação de renda, a lista é um pouco mais complexa. Afinal, existem muitos tipos de renda, como a de trabalhador com carteira registrada, trabalhador rural, autônomo, aposentado e assim por diante.

A maneira mais simples de resolver a questão é apresentar a declaração mais recente do Imposto de Renda de cada membro da família,  sem esquecer o recibo de entrega à Receita Federal e a notificação de restituição.

Documentos para o banco

Nesse momento, os documentos necessários podem ser divididos em dois grupos: aqueles relativos ao aluno e aqueles relativos ao seu fiador. Leve originais e cópia de cada um deles.

Documentos necessários para o aluno

O aluno deve apresentar os seguintes documentos à instituição bancária:

  • Documento de identificação, como RG;
  • CPF (caso seja menor de idade, também o CPF de seu representante legal);
  • Comprovante de residência;
  • Documento de Regularidade de Inscrição (DRI), que é emitido pela CPSA;
  • Certidão de casamento e documentos do cônjuge, quando houver.

Documentos necessários para o fiador

O fiador deve apresentar os seguintes documentos à instituição bancária:

  • Documento de identificação, como RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda, como a declaração mais recente do Imposto de Renda;
  • Certidão de casamento e documentos do cônjuge, quando houver.

Depois de comparecer ao banco e assinar o contrato do financiamento, você começa a pagar as mensalidades da fase de utilização. Esse pagamento é realizado via boleto.

O grande perigo de esquecer algum documento é que você pode perder os prazos. Como a inscrição do Fies não é contínua durante o ano, quem perde o momento certo acaba tendo que esperar pelo próximo semestre.

É claro que você não quer que isso aconteça, então, comece o quanto antes a reunir todos os documentos necessários e fique atento ao calendário do programa.

Antes de fazer sua inscrição, no entanto, você precisa encarar os processos seletivos para o Ensino Superior, como o Enem e vestibulares.

Então, que tal fazer seu cadastro  gratuito no Stoodi  e conhecer as principais ferramentas do site para ajudar nos seus estudos?