Conheça a definição deste conceito e veja 5 exercícios para ajudar a entender o tema

Você sabe o que é socialismo? Sabe qual é a diferença entre os diferentes regimes econômicos e modos de produção, como o capitalismo, socialismo e comunismo? Você lembra quais são os países que seguem essa orientação política atualmente? Saiba que tudo isso pode cair no Enem e nos principais vestibulares.

Se alguma das suas respostas foi não, este resumo foi feito para você! Nós selecionamos as dúvidas mais frequentes dos estudantes e respondemos todas elas logo abaixo. Vamos lá?

O que é socialismo?

Socialismo é o sistema político e econômico que teve ascensão entre o fim do século XVIII e a primeira parte do século XIX  e que tem como essência o princípio da igualdade. O sistema socialista é muito associado ao modelo marxista, mas não existe só esse tipo de socialismo.

Principais características do Socialismo

As principais características do socialismo são:

  • A igualdade de divisão de bens entre a sociedade.
  • O poder centralizado no Estado – inclusive de controlar os meios de produção.
  • A ausência de competição e lucro.
  • A ausência de divisão de classes.

Em resumo, o socialismo é contra modos de produção privados, a obtenção de lucro, as propriedades privadas e a competição de mercado.

Socialismo

Como funciona o socialismo?

Segundo as ideias socialistas, o poder é centralizado na mão do Estado. A população trabalharia normalmente, porém em empresas estatais, regulamentadas e fiscalizadas pelo Estado.

Desta forma, o salário de todas as pessoas seria praticamente o mesmo – todos receberiam a mesma quantidade que seus vizinhos, parentes, amigos e outros.

Outro ponto a destacar é que não haveria diferenças sociais entre a comunidade. Os serviços de educação, saúde e transporte também seriam públicos.
Definição de socialismo

Como surgiu o socialismo?

As ideias socialistas surgiram no final do século XVIII e início do XIX, no contexto das implantações de grandes indústrias, com a Revolução Industrial.

Com a transformação da sociedade na dinâmica industrial, os operários estavam trabalhando em péssimas condições, sem perspectiva de mudança. Foi neste momento que pensadores socialistas começaram a imaginar um regime político em que não existisse a desigualdade social.

Correntes do socialismo

Socialismo utópico

O socialismo utópico foi a corrente desenhada pelos primeiros pensadores socialistas, como Rouvroy, Fourier e Owen. Eles acreditavam na distribuição equilibrada de riquezas e na construção de uma nova sociedade a partir de um modo pacífico e consciente.

Esses pensadores tinham algumas ideias em comum, como ser contra o individualismo, propriedade privada e competição. Justamente por isso, não acreditavam em conflitos para se chegar nesse sistema político-econômico.

A palavra utópico tem o significado de ser algo inalcançável. Por isso mesmo, muitos pensadores consideram essa corrente do socialismo idealista, já que ela espera por condições ideais para aplicá-la.

Socialismo científico

Já o socialismo científico, também conhecido como marxismo, era contra essa idealização e acreditava que a participação dos operários na implantação do sistema político-econômico era muito importante. Para essa corrente, criada por Marx e Engels, a transformação deveria vir “de dentro”, do grupo de proletários.

Uma de suas principais características (e diferença em relação ao socialismo utópico) é considerar a reforma proletária a partir da luta de classes – quando dizemos luta, é literalmente. Marx falava em pegar as armas e buscar uma divisão de bens materiais mais igualitária.

Você deve estar pensando quais são essas classes. Para o socialismo científico, existem apenas duas classes:

  • A burguesia (os donos dos meios de produção), considerados exploradores;
  • O proletariado (operários), considerados explorados.

Socialismo real

Por fim, o socialismo real foi aquele implementado em vários países, como Cuba e antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), por exemplo.

Recebeu esse nome por ser o socialismo de fato implantado, e para fazer sentido no dia a dia, algumas características foram adaptadas e colocadas em prática. Um exemplo delas é a centralização do poder nas mãos de um único partido de orientação socialista.

Tudo sobre socialismo

Países considerados socialistas

Os países socialistas são:

  • Cuba
  • China
  • Coreia do Norte
  • Vietnã
  • Laos

Principais autores do socialismo

Para entender o socialismo, precisamos conhecer alguns pensadores mais a fundo. Destacamos 4 deles:

  • Claude Henri de Rouvroy
  • Charles Fourier
  • Robert Owen
  • Karl Marx

Claude de Rouvroy: mais conhecido como Conde de Saint-Simon, ele defendia a unificação da Europa muito antes de existir a União Europeia. Naquele contexto de Primeira Revolução Industrial, o francês acreditava que a indústria deveria ser útil a vida – ele era um utilitarista.

Charles Fourier: ele ficou muito conhecido por ser um dos primeiros a pensar o cooperativismo. Ele não concordava em enxergar tudo sob a ótica econômica, era contra o capitalismo, o liberalismo, a extrema urbanização, o casamento e, inclusive, era contra a monogamia.

Robert Owen: também responsável por incentivar o cooperativismo. É muito importante estudar Owen porque ele tinha uma vida na indústria, mas não deixava de pensar nas condições de seus operários. Ele propunha uma reforma não só no trabalho como na vida das pessoas, a partir de mais educação.

Karl Marx: um dos mais conhecidos pensadores socialistas. Ele acreditava que para o socialismo acontecer era preciso ter uma luta de classes, a chamada “revolução proletária”.

Diferença entre socialismo, capitalismo e comunismo

Para amarrar esse conteúdo e sair daqui sem nenhuma dúvida, veja a diferença entre o capitalismo, socialismo e comunismo.

Capitalismo

É um sistema econômico e social, adotado na grande maioria dos países atualmente, que tem como base os meios de produção privados, o trabalho assalariado e as atividades com fins lucrativos.

Neste caso, cada um por si. É um conceito oposto ao socialismo, que prega o fim da divisão de classes e a forte presença do Estado.

Socialismo 

É um sistema econômico e social baseado no fim dos meios de produção privados e na centralização do poder nas mãos do Estado. Com o sistema socialista, a renda torna-se igualitária, indiferente da função, e acaba-se com a divisão de classes.

Neste caso, o Estado socialista decide tudo por todos.

Comunismo

É um sistema econômico e social um pouco diferente do socialismo. Ele acredita no fim do Estado (já que ele pode estar a serviço de algum grupo de interesse específico) e nos meios de produção de forma coletiva.

Neste caso, todos vivem em função de todos (sem centralização do poder no Estado).

5 questões sobre socialismo

E aí, o que achou do nosso resumo de socialismo?

Agora que você já sabe o que é o socialismo, como ele surgiu, quais suas características e qual a diferença entre outros regimes políticos, está na hora de testar na prática. Será que você fixou esse conteúdo?

Veja 5 exercícios sobre socialismo para colocar seus conhecimentos em prática:

Encontre mais questões de socialismo no nosso banco de exercícios.

Laura Loyo

Jornalista, ama uma roda de samba e ficar por dentro de todas as novidades. A Laura faz parte do time de Marketing e Conteúdo, e é conhecida como a Laura do Stoodi! Ela busca ter uma vida mais ativa, ama uma conversa de bar e adora comer comida de boteco. Saiba mais sobre a Laurinha!