Fique por dentro da cultura indígena e veja como ela pode cair no Enem!

Hoje preparamos um conteúdo especial para você: a revisão completa da questão indígena. Sendo um dos conflitos mais relevantes atualmente no país, com certeza pode ser o tema da redação no Enem.

Estudar a questão indígena no Brasil cria um sentimento de pertencimento à nação, desenvolvendo também um senso de identidade junto ao povo brasileiro.

Este texto foi feito especialmente para quem gosta de História e Geografia. Não se esqueça de fazer anotações e tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto. Não perca tempo e confira o conteúdo na íntegra!

A questão da demarcação de terras indígenas no Brasil

Os povos indígenas, que exploraram durante séculos os diversos biomas do planeta, têm muito a ensinar sobre uma relação harmoniosa entre o homem e a natureza.

No Brasil, após mais de quatro séculos de expropriação, tortura e escorraçamento, esse povo alcançou o direito de habitar áreas demarcadas e protegidas por lei, por meio de revoltas indígenas no período colonial. Assim, hoje temos as chamadas Terras ou Reservas Indígenas.

Para o índio, a terra onde ele mora é mais do que simplesmente um meio de subsistência ou recurso natural. Ela, de fato, representa um recurso sociocultural, sendo necessária para o suporte da sua cultura e modo de vida.

É por esse motivo que a Constituição Federal, no artigo 231, coloca tais reservas como Bens da União, ou seja, essas terras são inalienáveis e intransferíveis, além de serem de uso exclusivo dessa etnia.

A Fundação Nacional do Índio (Funai) é uma instituição federal vinculada ao Ministério da Agricultura responsável por gerenciar a política indigenista no Brasil. Ela demarca as terras, estabelece as condições ideais de justiça e sustentabilidade social, além de impedir invasões.

A demarcação de terras, além de valorizar a cultura dos povos indígenas no Brasil, também é importante por combater o desflorestamento e contribuir na preservação das espécies da fauna e da flora local.

A questão indígena e a incorporação de terras para a agricultura

O assunto relacionado à devastação da floresta amazônica não é recente, mas ultimamente um grande problema vem se agravando pela incorporação de terras indígenas para a agricultura.

Não é à toa que manifestações compostas por índios estão ficando cada vez mais comuns em Brasília. Trata-se de um reflexo, após uma série de manobras realizadas pelo governo, que prejudica diretamente seus direitos e interesses.

Tudo isso porque existem diversos projetos circulando no legislativo que afetam os povos indígenas no Brasil e sua cultura. Dentre eles, o mais famoso é a PEC 215, que modifica as regras para demarcar suas terras. Essa proposta já foi aceita pela Comissão Especial e segue para ser votada no Plenário da Câmara.

A principal característica dessa Emenda à Constituição é a transferência do poder de demarcação das terras indígenas do Executivo para o Congresso Nacional. Ela também realiza a ratificação das demarcações que já foram homologadas.

Quem se beneficia disso é a bancada ruralista, que defende os interesses do agronegócio, pois várias das demarcações aconteceram em áreas que pertenciam a latifundiários. Dessa maneira, as terras das reservas indígenas estão ameaçadas frente a expansão da agricultura. A cultura indígena no Brasil pode passar por maus bocados se essa proposta for adiante.

Influência da cultura indígena no Brasil

cultura indígena

Para expressar-se culturalmente, o índio utiliza sua língua de origem, suas tradições, músicas, danças, entre várias outras coisas.

A influência da cultura indígena no Brasil está presente em diversos traços tradicionais, além de ser uma das grandes raízes que compõem a identidade do povo brasileiro.

Confira alguns traços dessa cultura presentes no Brasil:

  • comidas típicas;
  • objetos, como a rede de descanso;
  • saberes relacionados às ervas medicinais;
  • nomes de animais;
  • folclore e religiões;
  • festas tradicionais;
  • relação com o meio ambiente.

As aldeias mais isoladas ainda preservam de maneira significativa a cultura indígena. Mas a realidade é que grande parte dos índios está inserida em duas culturas diferentes: sua cultura nativa e aquela imposta pela modernidade.

Cultura indígena do Brasil no Enem

Já foi dito sobre a importância da cultura indígena para a formação da identidade do povo brasileiro e não seria novidade se o Enem cobrasse esse tema tanto na prova quanto na redação.

É bom você estar atualizado sobre essa questão no Brasil, os conflitos e interesses de cada parte, para não correr o risco de “dar branco” na hora e apelar para o senso comum, que, muitas vezes, apresenta uma visão distorcida sobre as questões indígenas.

No caso da redação, a questão indígena pode ser cobrada em relação ao Brasil contemporâneo, abordando a trajetória desse povo até a modernidade: quais os problemas enfrentados desde a colonização e se as dificuldades de hoje podem ser reflexo dos problemas de antigamente.

Não se esqueça de elaborar a redação com uma proposta de resolução do conflito, de acordo com o modelo do Enem. Uma ideia legal é começar o texto falando do descobrimento: como foi a relação inicial entre portugueses e índios.

Lembre-se: o homem branco ao chegar no Brasil deu início ao processo de catequização das tribos americanas.

Após essa introdução, aborde os desafios encarados pelos índios na atualidade: como acontece o confronto desse povo em relação aos representantes do agronegócio que também defendem seu ponto de vista argumentando que os índios são os maiores detentores de terras improdutivas.

Para concluir, dê destaque aos movimentos sociais e à intensa luta dessa etnia por seus direitos, em que o governo deve interferir de maneira positiva para equilibrar os danos causados por ambas as partes, buscando sempre o bem estar coletivo.

Continue estudando e resolva agora esses exercícios para fixar o conteúdo! Aproveite e faça seu plano de estudos no Stoodi e tenha acesso a muitos outros conteúdos para o Enem e vestibulares.

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!