Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim, ou simplesmente Tom Jobim, é um dos maiores nomes de todos os tempos da música popular brasileira. Suas músicas marcaram época e continuam fazendo sucesso até hoje, em todo o mundo.

Um dos criadores da bossa nova, o músico foi o responsável por levar o nome e a cultura do Brasil para os quatro cantos do globo, fazendo parcerias consagradas e criando músicas memoráveis.

Quer saber mais sobre esse gênio da MPB? Continue com a gente!

Tom Jobim: biografia

Nascido na Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro, no dia 25 de janeiro de 1927, Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim foi criado em Ipanema, com sua família. A ausência de seu pai, o diplomata Jorge de Oliveira Jobim, durante sua infância e adolescência, contribuíram para que Tom desenvolvesse uma relação profunda com a tristeza e o romantismo melódico, características marcantes de suas músicas no futuro.

Aos 14 anos, começou seus estudos de piano, momento no qual descobriu sua verdadeira vocação profissional. No ano de 1956, aos 29 anos, foi apresentado ao maior parceiro de toda sua carreira, o poeta e diplomata Vinícius de Moraes.

A parceria com Vinícius mudou a vida de Tom e até mesmo os rumos da música em todo o mundo. Juntos, escreveram uma das canções mais conhecidas de todos os tempos: “Garota de Ipanema”.

Entre suas parcerias musicais, podemos ainda destacar nomes como Newton de Oliveira, Chico Buarque, Paulo César Pinheiro e Edu Lobo. Exímio escritor e compositor, as canções de Tom Jobim foram, ainda, consagradas por vozes como as de Elizete Cardoso, João Gilberto, Elis Regina, Gal Costa, Miúcha e Paulo Caymmi.

Além desses grandes nomes brasileiros, vários artistas internacionais também interpretaram as canções de Tom Jobim, como Astrud Gilberto, Frank Sinatra e Ella Fitzgerald. A obra de Tom Jobim é referência mundial para milhares de músicas ainda nos dias de hoje.

Vida pessoal

Tom Jobim casou-se no ano de 1949, com Thereza de Otero Hermanny, tendo dois filhos frutos dessa união. No ano de 1976, Tom conheceu Ana Beatriz Lontra, fotógrafa que, na época, estava com 19 anos, mesma idade de sua filha Elizabeth.

Dez anos depois, Tom e Ana Beatriz se casaram, gerando também dois filhos frutos dessa união. Adepto da boemia, Tom era frequentemente visto com seu charuto nos cafés do Leblon.

Faleceu em Nova York, nos Estados Unidos, decorrente de complicações cirúrgicas, no dia 8 de dezembro de 1994.

Tom Jobim músicas: temas e letras

A quantidade de músicas e a própria obra de Tom Jobim é muito grande. Entretanto, alguns temas são recorrentes em suas criações, sendo citados constantemente em letras e melodias. Abaixo, citamos os principais.

Rio de Janeiro

A cidade natal de Tom Jobim é uma de suas maiores inspirações, sendo homenageada em várias músicas. Copacabana (1954), Corcovado (196) e Samba do Avião (1962) são alguns exemplos de verdadeiras odes de amor ao Rio de Janeiro.

Natureza

Sem dúvidas, a natureza foi a temática mais explorada por Tom Jobim e uma de suas maiores fontes de inspiração. Tom não apenas a cantava em seus versos, mas também simulava pássaros, chuva e mesmo vento em suas músicas, enriquecendo as melodias com os ruídos naturais.

Frequentemente visto no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Tom Jobim adorava escutar os pássaros. Chovendo na Roseira, de 1971 e a icônica Águas de Março, de 1972, são exemplos de músicas que têm a natureza como temática.

Mulheres

Tema central de muitos artistas da MPB, as relações amorosas e as mulheres também estão presentes na obra de Tom Jobim. Garota de Ipanema (1962) e Ela é Carioca (1963), ambas compostas em parceria com Vinícius de Moraes, exaltam a beleza feminina.

O amor também está presente em suas canções. Só Tinha que Ser com Você, de 1964 e Retrato em Branco e Preto, de 1968, são exemplos de seu romantismo.

Música sinfônica

Tom Jobim tinha uma formação erudita, mas pouco explorou o tema em sua obra. Grande admirador do musicista Villa-Lobos, Tom compôs Sinfonia da Alvorada, de 1962, canção encomendada pelo então presidente Juscelino Kubitschek para a inauguração da nova capital nacional, Brasília.

Frases de Tom Jobim

Tom Jobim era muito conhecido por disparar frases ácidas e carregadas de um humor irônico, frutos de sua impaciência com jornalistas e suas perguntas. Abaixo, alguns exemplos:

“Volto para me aporrinhar. Para responder a esse tipo de pergunta. Para ser um dos 5% de brasileiros que pagam imposto de renda. Para perder o apetite ou morrer de indigestão. Volto porque nunca saí daqui.” — ao ser questionado sobre seu retorno ao Brasil.

O Brasil não é para principiantes.” — em resposta ao livro “Brasil para principiantes”, de Peter Kellemen.

“Um americano disse que o sentimento da “Garota” passa. O sujeito está lá trabalhando, furando a rua, quebrando pedreira, e dá uma espiada. Esse é um sentimento universal. O cara para de tomar o chope e olha para a garota, não é?” — sobre “Garota de Ipanema”.

Curiosidades sobre Tom Jobim

“Garota de Ipanema” é a segunda música mais tocada em todo o mundo, perdendo apenas para “Yesterday”, dos Beatles.

Apesar de ser um notório musicista, com prática em vários instrumentos, Tom Jobim gostava mesmo do piano. Sua icônica imagem tocando violão ao lado de Frank Sinatra foi fruto de produtores que queriam reforçar o estereótipo latino.

Aeroporto Tom Jobim, ou Galeão, é o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, em homenagem ao músico. Apenas o Aeroporto Louis Armstrong, de New Orleans, também homenageia um músico em seu nome.

Tom Jobim é mundialmente conhecido como um grande musicista, sendo cantor, maestro, pianista e violinista. Mas poucos sabem que seu primeiro trabalho foi vendendo churros.

Tom Jobim era doutor honoris causa pela Universidade Nova de Lisboa.

Tom Jobim é o responsável pela trilha sonora de “Orfeu do Carnaval”, que ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro, no ano de 1960.

Um dos maiores nomes de todos os tempos na cultura brasileira, Tom Jobim possui uma obra extensa e que influencia nossa sociedade e nossa cena cultural até os dias de hoje. Não à toa, frequentemente suas letras são temas até mesmo de concursos como o Enem!

E aí, curtiu nosso post? Então não deixe também de ver os artigos sobre outros grandes nomes, como Shakespeare, Karl Marx, Einstein, Getúlio Vargas e Michelangelo!

Renata Celi

Cursando relações internacionais, ama viajar e tomar sol. A Renata faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi e faz trabalho voluntário com crianças nas horas vagas. A Rê adora comida, conhecer gente nova, mas, principalmente, ver filmes repetidos. Conheça mais os textos da Renata!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!