Nutricionista esportivo: entenda mais sobre essa profissão!

Campanha Pesquisa de Carreiras

Veja como você pode ser um nutricionista esportivo com o Stoodi!

O tema alimentação saudável é alvo de frequentes debates nos dias atuais. Seja numa roda de amigos ou nos veículos de comunicação, o fato é que um crescente número de pessoas vêm buscando maior equilíbrio nas suas refeições a fim de conquistarem melhor qualidade de vida.

A partir dessa evolução de mentalidade, um determinado especialista ganha visibilidade no mercado de trabalho: o nutricionista esportivo. Se você ainda não ouviu falar desse profissional, saiba que ele exerce um papel bastante relevante para a potencialização da saúde e do bem-estar humanos, a partir da combinação eficiente entre a prática de exercícios físicos e uma dieta acertada.

Então, para você que está na fase de escolha de uma profissão, elaboramos um post para mostrar algumas informações relevantes sobre essa carreira, super atual e bastante procurada na vida moderna. Boa leitura!

O que é um nutricionista esportivo?

O profissional especializado em nutrição esportiva é aquele que atua na adequação de aspectos fisiológicos, com a ingestão dos alimentos apropriados, no intuito de melhorar o desempenho não somente de atletas, mas de pessoas interessadas em aperfeiçoar a sua composição corporal.

Um nutricionista esportivo cuida do estudo dos efeitos dos alimentos no corpo humano — entender o tipo de dieta e a quantidade que deve ser ingerida por cada indivíduo, levando em consideração as características e demandas do esporte praticado.

Com uma alimentação rica em macro e micronutrientes, um atleta consegue melhorar a sua força, resistência, recuperação pós-treino e ainda no potencializar o trabalho de prevenção de lesões.

Nutricionista esportivo: o que faz?

Avalia a composição corporal

A rotina de um treinamento esportivo naturalmente provoca alterações na composição fisiológica do nosso organismo, como músculos, ossos, peles, gorduras, água. Mas, apenas com base no cálculo de IMC (Índice de Massa Corporal), não é possível conhecer o percentual de cada um desses elementos.

Então, o nutricionista esportivo surge com o papel de investigar o quanto de massa corporal e outros componentes a pessoa deve possuir para alcançar o seu melhor nível de desempenho.

Para ilustrar melhor a situação, imaginemos duas pessoas com condições parecidas de peso e altura, ambas praticando atividade de musculação. Isso não significa que a distribuição de gordura no corpo delas seja a mesma, por exemplo. E, consequentemente, a dieta alimentar e objetivos de cada uma vai ser desenhada a partir de estratégias traçadas pelo nutricionista esportivo.

A avaliação corporal realizada por esse profissional é muito mais aprofundada, e, por isso é capaz de levar qualquer indivíduo à evolução da saúde e a potência do seu organismo.

Organiza e define a dieta ideal para o treinamento e competições

A partir dos dados levantados, o passo seguinte é definir o conjunto de alimentos mais benéficos aos objetivos e às necessidades do paciente. A estipulação de uma dieta também é fundamental para a escolha da intensidade do treinamento.

Por esse motivo, o nutricionista esportivo deve conhecer o tipo de treinamento que o atleta realiza no seu dia a dia, para equilibrar os gastos energéticos e de nutrientes de cada pessoa, e assim interferir não somente nas quantidades, como também no tempo ideal de consumo.

Cria e aplica planejamentos de hidratação

A hidratação é um aspecto-chave para o rendimento dos atletas nos treinos, principalmente durante as competições. Nesse quesito, serão levadas em conta as taxas e o ritmo da pessoa, bem como a frequência de reposição de água necessária ao seu organismo.

Afinal, cada um tem seu metabolismo funcionando com características próprias; nem todos produzem iguais quantidades de suor, por exemplo.

Quanto ganha um nutricionista esportivo?

salada colorida nutricionista esportivo

A remuneração de um nutricionista esportivo vai depender de uma série de fatores, como:

  • a região onde ele exerce a atividade: há uma diferenciação entre as capitais, onde os valores das consultas costumam ser mais caros, e o interior;
  • a localização da clínica ou consultório: os bairros mais nobres também contribuem para elevar o preço das consultas;
  • o renome da clínica ou profissional: nesse quesito, os nutricionistas mais novos no mercado tendem a cobrar menos, para conquistar a sua carteira de clientes fidelizada e popularidade.

Nutricionista esportivo: preço

De forma geral, as consultas com os nutricionistas esportivos variam entre R$ 50,00 e R$ 300,00. E a composição desse preço também será influenciada pelo tipo de atendimento prestado — se é um plano de acompanhamento semestral, se o cliente tem direito a retorno das consultas ou se é um acompanhamento em grupo.

Assim como em toda profissão, construir sua imagem no mercado demanda tempo e qualidade nos serviços prestados. Quanto mais tempo e dedicação, maiores os seus ganhos, ou seja, vários fatores vão ser importantes para quanto definir ganha um nutricionista!

Curso: nutricionista esportivo

Para se tornar um nutricionista esportivo, o interessado deve buscar primeiramente graduar-se no curso de nutrição, que é encontrado em diversas regiões do Brasil e tem duração média de 4 a 5 anos.

Nos últimos períodos da graduação, o estudante de nutrição participa de um estágio supervisionado, oportunidade em que poderá vivenciar ensinamentos adquiridos em sala de aula. Com base nessas atividades, o estudante poderá atuar em escolas, hospitais, restaurantes, etc.

Nutricionista esportivo: faculdade

Mas, para alcançar a carreira de nutricionista esportivo, é preciso investir em uma especialização de aproximadamente 18 meses. Os principais cursos de pós-graduação de nutrição esportiva reconhecidos pelo MEC são:

  • Nutrição Esportiva Funcional;
  • Fisiologia do Exercício e Nutrição Esportiva.

Algumas das melhores Instituições de Ensino Superior (IES) que oferecem o curso de graduação e/ou pós-graduação são:

  • Centro Universitário do Sul de Minas Gerais (UNIS-MG) – Varginha/MG;
  • Universidade Paulista (UNIP) – Ribeirão Preto/SP;
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro/RJ;
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL);
  • Universidade de Franca (UNIFRAN);
  • Faculdade Pitágoras (MG) – Belo Horizonte/MG;
  • UniBH – Belo Horizonte/MG;
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) – Belo Horizonte/MG.

É possível, ainda, contar com cursos que oferecem formação de nutricionista esportivo online, isto é, a distância. Essa é uma forma prática de continuar se especializando sem deixar de trabalhar. E o que é mais importante, mantendo ou superando a qualidade dos cursos presenciais.

Com o avanço das tecnologias e, principalmente, a facilidade no acesso às informações, as pessoas estão mais conscientes da importância com os cuidados com a saúde. E mais, para alcançar melhor qualidade de vida, não basta apenas investir na alimentação saudável e deixar de associar a esse hábito à prática de atividades físicas, ou vice-versa.

Nesse cenário, a carreira do nutricionista esportivo ganha destaque e boas perspectivas de crescimento para o futuro. Portanto, é uma ótima alternativa para quem busca a inserção no mercado de trabalho.

Gostou do post? O que acha de seguir carreira na área da nutrição esportiva? Viu como é interessante o trabalho diferenciado desse profissional? Para continuar explorando novas profissões, acessar materiais exclusivos e fortalecer a sua preparação, cadastre-se no Stoodi e aproveite todo o material de exercícios, videoaulas e artigos que vão ajudar a melhorar seu desempenho no Enem!

Campanha Pesquisa de Carreiras