Se você está estudando para o vestibular, deve ter se deparado com diversos cursos nas mais variadas áreas. Sabemos que a escolha não é fácil, mas se você se identifica com as Ciências Exatas e da Terra, tem espírito aventureiro e gosta de saber mais sobre o passado por meio do presente, o curso de Geologia — que não deve ser confundido com Geografia! — é o ideal para você.

Embora não seja um curso tão conhecido como as demais engenharias, o geólogo (ou engenheiro geólogo) estuda a composição, a estrutura, a origem e as transformações da Terra. Esse profissional investiga a ação e os efeitos das forças naturais sobre a crosta terrestre, além de localizar e acompanhar a exploração de recursos naturais, avaliar os impactos das ações antrópicas no meio ambiente e executar obras de barragens.

Neste post, você vai conferir informações sobre o curso, perfil profissional, notas de corte nas principais universidades, mercado de trabalho e outros assuntos que o ajudarão a perceber se vale a pena cursar Geologia. Aproveite!

O que é Geologia?

A Geologia utiliza o conhecimento interdisciplinar para estudar a Terra, desde a sua origem, composição, propriedades físicas, estruturas e evolução da vida até ambientes e exploração de recursos naturais, como minérios, petróleo, gás e água subterrânea. Essa ciência investiga os processos que levam aos ciclos e às mudanças que a Terra experimenta desde a sua formação.

As ciências geológicas surgiram entre 1775 e 1830 e têm evoluído rapidamente para um conhecimento sofisticado. A Geologia inclui mineralogia, sedimentologia, estratigrafia, geologia estrutural, paleontologia, geomorfologia, petrologia, geoprocessamento, meio ambiente, geofísica, geoquímica, hidrogeologia, geodiversidade, geologia de engenharia, entre muitas outras áreas do conhecimento.

Quando está relacionada com a geofísica, por exemplo, a Geologia envolve a aplicação de conceitos físicos para analisar e explorar a estrutura interna da Terra. Métodos geofísicos que abrangem temas como gravidade, sísmica, elétrico, magnético e eletromagnético aprofundaram a compreensão sobre a exploração de recursos naturais.

Esses métodos também são muito utilizados para o monitoramento de risco geológico em estradas, minas e construção civil. Entre os principais perigos estão os desmoronamentos de encostas, subsidências, movimento de massa, vulcões, terremotos e tsunamis.

A Geologia aplicada ao meio ambiente e à engenharia enfoca as relações entre o meio físico geológico e o homem. Essa área dedica-se a investigar o solo e o subsolo com ênfase em fiscalização de etapas construtivas, projeto executivo de obras, estudos de inventário, planos diretores e viabilidade econômica e técnica em empreendimentos.

Importância da Geologia

É graças à Geologia que os cientistas conseguem identificar a origem, a idade e as transformações que o planeta Terra sofreu ao longo do tempo. Além disso, o desenvolvimento da tecnologia permitiu que os geólogos possam prever a localização de jazidas minerais, possíveis abalos sísmicos, possibilidade de rompimento de barragens e, ainda, prever as mudanças do clima.

Os conhecimentos desenvolvidos pela área são empregados na exploração e beneficiamento de minérios, no aproveitamento de recursos hídricos, no controle ambiental, na construção civil, entre outros.

No que se refere às construções, a presença de um profissional da área é indispensável. O geólogo é responsável por analisar as rochas e o solo e prever os impactos ambientais das obras. Sendo assim, é fundamental realizar uma avaliação geológica e geotécnica dos terrenos destinados à construção.

Como os estudos da geologia estão relacionados com o conhecimento do nosso planeta, é importante destacar que a área melhora a qualidade de vida e a nossa relação com a natureza. Devido à sua importância, já existem diversos cursos de graduação e pós-graduação na área.

Curso de Geologia

O curso de Geologia também é chamado de Engenharia Geológica em algumas universidades (como na Universidade Federal de Ouro Preto — UFOP e na Universidade Federal de Pelotas — UFPel). Não há diferenças entre as graduações e tanto o geólogo quanto o engenheiro geólogo podem atuar nas mesmas áreas.

A formação exige um amplo conhecimento nas áreas da matemática, física, química e de informática. O profissional pode se dedicar à exploração de recursos naturais, como jazidas petrolíferas e de minérios, identificar áreas de risco de abalos sísmicos, analisar a estrutura do solo para a construção de imóveis, túneis, estradas e barragens, avaliar formas de recuperação de solos, explorar e recuperar lençóis freáticos, entre outras atividades.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Geologia (SBG), o Brasil apresenta, atualmente, 31 cursos de Geologia e Engenharia Geológica espalhados em 18 estados. A maior quantidade de cursos está concentrada em Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Duração do curso

O curso de Geologia é oferecido apenas na modalidade bacharelado e tem duração de 5 anos. Em geral, os alunos saem com uma boa base generalista da área e podem atuar em qualquer campo do seu interesse. Por esse motivo, os geólogos podem se especializar em qualquer campo de atuação posteriormente.

Estagio Geologia

De forma geral, os cursos de Geologia têm parte da sua carga horária destinada ao estágio obrigatório. Nessa etapa, você deve atuar em alguma empresa da área, de 20 a 30 horas por semana, de acordo com a sua disponibilidade e condições do trabalho.

O objetivo do estágio curricular é que o estudante coloque em prática aquilo que aprendeu na faculdade. É possível buscar vagas em empresas de mineração, engenharia, meio ambiente, hidrogeologia, entre outras.

Os estagiários podem atuar elaborar mapas e relatórios, acompanhar campos, avaliar dados geológicos, organizar e tratar arquivos de geoprocessamento, auxiliar na descrição de rochas, solos, furos de sondagens, entre outras atividades.

Todas as tarefas são realizadas com a orientação de um supervisor. O melhor momento para iniciar o estágio é a partir do segundo ano (ou quinto período) de curso. Para aumentar as chances de conseguir uma vaga, mantenha um bom networking e fique atento às oportunidades que surgem em sites ou grupos especializados.

Geologia salário

Para exercer a profissão de geólogo, o graduado em Geologia precisa ter registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do seu estado. Por isso, esse profissional tem um piso salarial igual ao do engenheiro.

Isso significa que o mínimo que um geólogo pode ganhar para uma jornada de 8 horas diárias são 8,5 salários-mínimos. No entanto, esse valor pode variar de acordo com a experiência do profissional ou nível de contratação.

Faculdades de Geologia

O curso de Geologia é ofertado em 27 universidades públicas e 4 particulares no Brasil. Conheça as instituições que oferecem o bacharelado na área.

Geologia USP

O curso de Geologia da USP é oferecido na modalidade integral e são oferecidas 50 vagas no vestibular. O Instituto de Geociências da universidade tem infraestrutura de excelente qualidade e completa para formar geólogos atualizados.

As salas de aula são bem equipadas e a instituição apresenta anfiteatros, laboratórios didáticos modernos, como os de microscopia e informática, além de uma importante coleção didática de materiais geológicos. A biblioteca da USP é considerada a mais completa de seu gênero no Brasil.

A frota de veículos para trabalhos de campo é diversificada e a universidade também conta com setores de apoio diversos e um Museu de Geociências próprio. O ingresso é realizado por meio do vestibular tradicional (Fuvest) ou pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU).

Geologia UFMG

A UFMG oferece 35 vagas em uma entrada no primeiro semestre de cada ano para os alunos interessados em cursar Geologia. O curso foi criado em 1972 e é um dos principais formadores de geólogos do país.

A cidade de Belo Horizonte tem uma privilegiada localização em relação a importantes províncias geológicas. O curso conta com uma grande carga horária prática e oferece aos alunos uma oportunidade única de formação.

Além de laboratórios equipados, a excelente infraestrutura do Instituto de Geociências da UFMG se destaca pelo Centro de Geologia Eschwege — localizado em Diamantina —, que é o centro de mapeamento geológico mais tradicional do Brasil.

O curso apresenta um importante caráter prático, com mais de 50% de aulas práticas, em trabalho de campo ou em laboratórios. Durante as viagens, os estudantes visitam regiões com diferentes rochas, estruturas e minérios, com o objetivo de coletar amostras e dados e compreender os processos geológicos que ocorrem na área.

Geologia UFSC

O estado de Santa Catarina tem grande tradição no setor mineral, com destaque para a exploração de argilas, mineração do carvão e fluorita e pesquisa de água mineral subterrânea, especialmente no Aquífero Guarani. Além disso, a região apresenta importante diversidade geológica e de recursos naturais.

Apesar disso, o curso de Geologia da UFSC foi criado em 14/09/2009, por meio da Resolução 25/CEG/2009. Iniciado em 2010, resultou na parceria entre a universidade e a PETROBRAS. O projeto permitiu a construção e modernização da infraestrutura necessária para o desenvolvimento de pesquisa geológica na universidade.

A principal forma de ingresso no curso de Geologia da UFSC é por meio do vestibular, realizado todo ano pela COPERVE. Também é possível usar a sua nota do Exame Nacional do Ensino médio (Enem) para participar do SiSU.

Geologia Ead

Por ser um curso essencialmente prático, com muitas aulas em laboratórios e em campo, o curso de Geologia não é oferecido na modalidade a distância. É fundamental que as disciplinas sejam ministradas de forma presencial, com o contato entre o aluno e os microscópios e as amostras de rocha.

Geologia nota de corte

De acordo com o site Quero Bolsa, a nota de corte média em todo Brasil no SiSU para o curso de Geologia é de 674.22 pontos. No primeiro semestre de 2018, a maior nota foi 783.00, registrada na Universidade Federal do Pará (UFPA), e a menor foi 612.00, na Universidade Federal de Roraima (UFRR).

A única universidade que participa do Programa Universidade Para Todos (Prouni) é a Universidade Do Vale Do Rio Dos Sinos (Unisinos), que teve nota de corte igual a 647.08 pontos.

Já para o Programa de Financiamento Estudantil (Fies), a nota de corte média é de 602.25. A nota mais alta (678.00) foi registrada no Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH) e a mais baixa (530.00) na Faculdade do Noroeste de Minas (Finom).

cristal geologia

Geologia grade curricular

Os primeiros quatro semestres de curso são dedicados à formação básica, com aulas de física, química, estatística cálculo, biologia, computação, desenho e topografia, assim como disciplinas introdutórias à Geologia, incluindo mineralogia, geologia geral e o estudo de sedimentos e fósseis.

No terceiro ano, o conteúdo começa a aprofundar e os assuntos se tornam mais específicos da área. Alguns temas abordados são a formação das rochas, suas estruturas e empilhamentos. No quarto e quinto anos, predominam as matérias profissionalizantes.

Há, também, uma carga horária dedicada às disciplinas optativas, que acrescentam novos fundamentos à formação básica. Em geral, elas podem ser feitas a partir do segundo ano. As mais avançadas exigem um conhecimento geológico maior, por isso, devem ser cursadas apenas nos últimos semestres de graduação.

Trabalhos de campo complementam as aulas teóricas e em laboratórios. Confira outros assuntos que o Ministério da Educação (MEC) estabelece em suas diretrizes curriculares para o curso de Geologia e Engenharia Geológica:

  • petrologia e petrografia sedimentar, ígnea e metamórfica;
  • geologia estrutural;
  • geotectônica,
  • estratigrafia;
  • geoquímica;
  • geofísica;
  • geologia do Brasil;
  • sensoriamento remoto;
  • pedologia;
  • geomorfologia;
  • geologia econômica;
  • prospecção;
  • mapeamento geológico;
  • recursos hídricos;
  • recursos energéticos.

Para se formar, é necessário apresentar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Em algumas situações, os alunos devem desenvolver o mapeamento geológico de uma determinada região. Nesses casos, o trabalho pode ser feito em grupo, pois não é recomendado que o estudante vá ao campo sozinho.

Dia do geólogo

Geólogo é o nome dado a todo profissional que concluiu o curso de Geologia em uma instituição de ensino reconhecida pelo MEC. O dia do geólogo é comemorado no dia 30 de maio, em homenagem a aprovação ao Projeto de Lei n° 2028/60, sancionado em 30 de maio de 1962.

Nessa época, foi criada a Lei n° 4.076, que regulariza a profissão. Em geral, os institutos de geociências celebram a data com palestras e cursos para os estudantes. É comum, também, que os profissionais da área se reúnam e façam eventos em restaurantes.

montanhas geologia

O profissional de Geologia

O profissional de Geologia deve ser muito versátil, pois as possibilidades de atuação no mercado são muitas. O geólogo pode assumir desde funções mais técnicas, com trabalhos em campo e em escritórios, até atuar em posições de gestão e liderança.

A rotina desse profissional é muito dinâmica. Em alguns dias, é necessário ficar no escritório da empresa, inclusive trabalhando com softwares sofisticados que ele precisa dominar. Dependendo da situação, também é precisa ir ao campo para fazer estudos e coletar informações fundamentais à continuação do trabalho.

É muito comum que o geólogo viaje bastante, tanto para trabalhar quanto para se aperfeiçoar. Afinal, conhecer mais sobre o tipo de rocha de novas regiões é essencial para a evolução do profissional.

Perfil do geólogo

Quem pensa em cursar Geologia deve gostar de viajar, trabalhar em campo, desenvolver pesquisas e fazer estudos. Botas, chapéu, bússola, colete, GSP, martelo e caderneta são itens obrigatórios para esse profissional.

É importante não ter medo de explorar lugares pouco habitados, entrar em rios e não se importar em viver em regiões com pouca infraestrutura. Isso porque o geólogo pode ter que passar alguns dias no meio do mato — literalmente.

Logo, se você gosta de aventuras, estudar e ver belíssimas paisagens, a geologia pode ser uma ótima opção de carreira. Porém, é importante lembrar que uma das principais características desse profissional é o entendimento da sua responsabilidade social.

É preciso entender que o seu trabalho afeta a vida de outras pessoas. Isso ocorre tanto em estudos ambientais para a construção de uma barragem, quanto nas análises do solo para a construção civil.

Mercado de trabalho

Com a constante demanda por recursos naturais, o geólogo tem se tornado cada vez mais requerido no mercado. Quem deseja seguir essa carreira deve sempre buscar o equilíbrio entre a exploração mineral e a preservação ambiental.

É por isso que é muito comum encontrar oportunidades de trabalho em mineradoras e empresas que trabalham com a extração de petróleo e gás natural. Além disso, o profissional da área também pode atuar com consultoria ou no setor público, especialmente em órgãos que fiscalizam e regulamentam as atividades de base da economia.

Confira algumas possibilidades de atuação para o geólogo.

Geo turismo

Essa é uma área que tem ganhado cada vez mais espaço no mercado, mesmo que ainda não seja muito conhecida. O Geo turismo aproveita os recursos geológicos para promover o desenvolvimento turístico de uma região.

Geologia Ambiental

Nessa área, a função do geólogo é avaliar os impactos e riscos ambientais de um empreendimento, especialmente próximos a encostas ou rios. Além disso, o profissional também ajuda a recuperar áreas e a planejar ocupações, de forma que nenhuma construção corra algum risco.

Geologia Médica

Outra área de atuação pouco explorada, mas muito interessante, a Geologia Médica avalia a interferência de fatores geológicos e ambientais sobre a saúde humana e dos animais. Com a análise de um conjunto de dados geoquímicos, o geólogo pode ajudar a identificar eventuais áreas de risco para o bem-estar da população.

Geologia Forense

O geólogo forense trabalha em conjunto com a polícia, aplicando seus conhecimentos para desvendar algum crime. Com a análise da terra que estava na bota do criminoso, por exemplo, é possível identificar por quais regiões ele caminhou antes de cometer o delito.

Hidrogeologia

O hidrogeólogo estuda as águas subterrâneas, com relação ao seu volume, movimento, distribuição e qualidade. O profissional conhece bem os tipos de aquíferos e as rochas a eles associadas, podendo desenvolver modelos que identificam a relação das águas com o ambiente.

Paleontologia

A paleontologia trabalha com os conhecimentos da Geologia e da Biologia para entender a evolução das espécies e como ocorreu a modificação dos ambientes do planeta ao longo de sua história geológica. A área também tem importância econômica, pois ajuda os geólogos a descobrirem reservas de combustíveis fósseis, como petróleo, carvão mineral e gás natural.

Pesquisa

Se você gosta de dar aulas ou descobrir coisas novas, outra opção é fazer mestrado e doutorado em qualquer campo de estudo da Geologia. Dessa forma, é possível atuar como pesquisador e professor na área das geociências.

A Geologia é uma área fascinante, pois o entendimento do passado é feito após uma criteriosa análise do presente. Existem inúmeras possibilidades de atuação e você pode se especializar naquela que mais gostar. Depois desse curso, você nunca mais verá a Terra da mesma forma!

Para ser aprovado em Geologia, é fundamental ter uma boa estratégia de estudos para a prova. Por isso, não deixe de conferir o nosso Plano de Estudos e esteja mais preparado para o vestibular!