Nota de corte Prouni

Se você vai tentar uma bolsa de estudos pelo Prouni, é importante entender como a seleção funciona e como fazer para receber essa oportunidade. As notas de corte variam bastante entre os cursos, universidades e edição, e dá para usar as notas dos anos anteriores como referência.

Neste artigo, vamos explicar o funcionamento das notas de corte para que você possa entrar afiado nessa disputa! Vamos lá?

O que é o Prouni?

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é um projeto do Governo Federal, criado em 2004, como um dos programas de expansão do acesso ao ensino profissional e tecnológico.

O Prouni concede bolsas integrais e parciais em cursos de graduação de instituições privadas de acordo com um processo de seleção que leva em conta a nota dos estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Em contrapartida, as universidades que fazem parte do programa recebem isenção de tributos.

Quem pode participar do programa?

Para participar do Prouni, o estudante precisa ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, ter tirado nota igual ou superior a 450 e não ter zerado a redação, além de ter concluído o Ensino Médio em instituições de rede pública ou privada e renda familiar per capita máxima de três salários mínimos.

As bolsas integrais são destinadas aos estudantes que possuam renda familiar per capita de até um salário mínimo, enquanto as bolsas parciais de 50% são reservadas para aqueles alunos que possuem renda familiar per capita de até três salários mínimos.

Como funciona a nota de corte do Prouni?

Chamamos de nota de corte a nota do último candidato selecionado, ou seja, na hora do processo, quem teve uma nota maior que a nota de corte tem chances de conseguir a bolsa, apesar de não ser garantia, já que ela muda diariamente.

Também existe uma nota mínima estipulada pelo programa: para o estudante participar do processo seletivo do Prouni, ele precisa ter atingido pelo menos 450 pontos em todas as provas objetivas do Enem, além de não ter zerado a redação.

No entanto, isso não significa que a vaga de quem fez mais de 450 pontos está garantida. Existem cursos menos concorridos em que as notas ficam bem próximas disso, mas em compensação, existem cursos como Medicina em que a nota de corte beira os 800 pontos.

A nota de corte do Prouni 2019 será divulgada apenas após abertas as inscrições;

Como ver a nota de corte do Prouni?

No momento da inscrição, é possível ver a nota de corte. Isso porque ela muda de acordo com o número de vagas, o número de candidatos inscritos e as especificidades das opções, curso, cidade e turno.

Uma vez por dia o sistema é atualizado com a nota de corte até aquele momento. Isso quer dizer que se sua nota do Enem for maior do que a nota de corte de referência, você tem grandes chances de conseguir uma vaga.

Mas algo que exige atenção é que, como ao longo do prazo de inscrição o sistema recebe mais candidaturas, a nota de corte tende a aumentar do primeiro para o último dia.

Se muitas pessoas com uma nota alta se candidatarem àquela mesma vaga, o último candidato aprovado vai fazer a nota de corte subir.

Uma vantagem é que é possível cancelar a inscrição em um curso e mudar para outro durante o período de inscrições e, portanto, o ideal é você acessar o sistema todos os dias, para ver se sua nota ainda é maior que a nota de corte.

Se não for, você pode procurar outra universidade em que suas chances sejam maiores.

Nota de corte Prouni 2018

Nota de corte Prouni

Como muitas universidades fazem parte do Prouni, a nota de corte pode variar muito, até em relação ao mesmo curso. Isso porque nas faculdades mais procuradas a nota costuma ser mais alta, mas em outras instituições que não têm a mesma procura, é possível passar com o mínimo de 450 pontos.

Veja as notas de corte do Prouni no ano de 2018:

  • Medicina – Média de 745 pontos
  • Odontologia – Média de 660 pontos
  • Engenharia Civil – Média de 646 pontos
  • Psicologia – Média de 642 pontos
  • Farmácia – Média de 635 pontos
  • Biomedicina – Média de 633 pontos
  • Enfermagem – Média de 632 pontos
  • Direito – Média de 631 pontos
  • Jornalismo – Média de 628 pontos
  • Nutrição – Média de 622 pontos
  • Arquitetura e Urbanismo – Média de 616 pontos
  • Publicidade e Propaganda – Média de 615 pontos
  • Fisioterapia – Média de 615 pontos
  • Engenharia Elétrica – Média de 610 pontos
  • Física – Média de 607 pontos
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas – Média de 604 pontos
  • Pedagogia – Média de 603 pontos
  • Relações Internacionais – Média de 595 pontos
  • Administração – Média de 590 pontos
  • Radiologia – Média de 586 pontos
  • Ciências Contábeis – Média de 581 pontos
  • Gastronomia – Média de 572 pontos
  • Educação Física – Média de 570 pontos
  • Comércio Exterior – Média de 570 pontos
  • Gestão Financeira – Média de 569 pontos
  • Gestão de Recursos Humanos – Média de 560 pontos
  • Logística – Média de 552 pontos
  • Turismo – Média de 547 pontos

Quer entender mais sobre o Prouni? Cadastre-se gratuitamente no Stoodi.