Uma das matérias de Biologia que mais chamam a atenção e despertam a curiosidade dos alunos são as células-tronco. Constantemente são cobradas nas provas de vestibular das principais universidades do Brasil.

Entretanto, mesmo sendo um tema bastante recorrente, vários estudantes ainda apresentam dificuldades nessa matéria, principalmente por ela ser relativamente nova e demandar atualizações constantes.

Sendo assim, com o objetivo de esclarecer sobre o que é célula-tronco, bem como descrever os tipos de células-tronco e suas características, preparamos um conteúdo completo sobre o assunto. Boa leitura!

O que são células-tronco?

Também conhecidas por células-fonte, as células-tronco são tipos específicos de células que são capazes de originar outras células. Em outras palavras, elas realizam uma função crucial quando o assunto é reposição celular.

Além disso, vale ressaltar que, para que uma célula seja classificada como célula-fonte, é necessário que ela tenha duas características:

  • capacidade de diferenciação;
  • divisão contínua.

Tipos de células-tronco

Existem 3 tipos de células-tronco: células-tronco embrionárias; células-tronco adultas e células-tronco induzidas. Veja abaixo a diferença entre elas.

Células-tronco embrionárias

São aquelas encontradas nos embriões, mais precisamente 5 dias após a fecundação; em outras palavras, elas são geradas no início do desenvolvimento do embrião. As células-tronco embrionárias são bastante conhecidas devido à sua facilidade de se transformar em basicamente qualquer outro tipo de célula, sendo capazes, assim, de gerar células de variados tecidos do corpo humano.

É importante ressaltar também que há uma subclasse entre esse tipo de célula, a qual é composta pelas células-tronco embrionárias totipotentes (originam tecidos extraembrionários e completos) e células-tronco embrionárias pluripotentes (as quais não são capazes de gerar placenta).

Células-tronco adultas

Uma das principais funções desse tipo de célula-tronco é o de reparar e renovar os variados tecidos do corpo humano. O problema é que, quando comparadas com as células-tronco embrionárias, as células-tronco adultas não são tão aplicáveis para a geração de outras células. As regiões do nosso corpo que mais têm esse tipo de célula são a medula óssea e o sangue do cordão umbilical.

Deste modo, por serem menos suscetíveis durante a divisão celular, os estudos atuais não se concentram nesse tipo de célula-tronco, até porque as embrionárias apresentam resultados de produção de tecidos consideravelmente melhores.

Células-tronco induzidas

Por fim, temos as células-tronco induzidas, que, como o próprio nome sugere, são células criadas em laboratório após a retirada de material genético de um indivíduo adulto (excluindo assim o uso de um embrião).

Usos das células-tronco

DNA células tronco

A Medicina recorre à utilização de células-tronco para vários fins, principalmente quando se trata de reconstrução de tecidos e órgãos.

Entre outras utilizações das células-tronco, podemos citar:

  • pesquisas científicas para clonagem de seres vivos;
  • fins terapêuticos;
  • desenvolvimento de pesquisas para o entendimento de doenças;
  • desenvolvimento de medicamentos;
  • cirurgias plásticas.

Células-tronco: exercícios

Saiba agora como a matéria células-tronco pode ser cobrada do vestibulando em uma prova.

1. (Enem 2010) A utilização de células-tronco do próprio indivíduo (autotransplante) tem apresentado sucesso como terapia medicinal para a regeneração de tecidos e órgãos cujas células perdidas não têm capacidade de reprodução, principalmente em substituição aos transplantes, que causam muitos problemas devidos à rejeição pelos receptores.

O autotransplante pode causar menos problemas de rejeição quando comparado aos transplantes tradicionais, realizados entre diferentes indivíduos. Isso porque as

a) células-tronco se mantêm indiferenciadas após sua introdução no organismo do receptor.

b) células provenientes de transplantes entre diferente indivíduos envelhecem e morrem rapidamente.

c) células-tronco, por serem doadas pelo próprio indivíduo receptor, apresentam material genético semelhante.

d) células transplantadas entre diferentes indivíduos se diferenciam em tecidos tumorais no receptor.

e) células provenientes de transplantes convencionais não se reproduzem dentro do corpo do receptor.

Resolução

Alternativa correta letra “c”.

2. (Acafe 2015) Recentemente o Instituto de Pesquisa com Células-tronco da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – IPCT/UFRGS gerou a primeira linhagem de células-tronco pluripotentes induzidas da região sul do País. Pela primeira vez na região sul, uma célula madura foi induzida a se tornar pluripotente através de uma série de procedimentos laboratoriais, ou seja, a partir de uma célula somática (2n) já constituída, foi obtida uma célula-tronco.

Esse procedimento é essencial para o futuro das pesquisas na área, já que foge da discussão ético-religiosa a qual cerca as células-tronco embrionárias, além de evitar o risco de rejeição do corpo à nova célula por carregar o mesmo material genético do transplantado.

Nesse sentido, analise as afirmações a seguir.

I. As células-tronco são células capazes de autorrenovação e diferenciação em muitas categorias de células. Elas podem se dividir e se transformar em outros tipos de células.

II. As células pluripotentes são assim chamadas por possuir a capacidade de se transformar em qualquer tipo de célula adulta.

III. As células-tronco adultas são chamadas de multipotentes por serem mais versáteis que as embrionárias e encontram-se principalmente na medula óssea.

IV. As células-tronco multiplicam-se através do processo de divisão celular chamado meiose.

V. O tecido do cordão umbilical é uma fonte riquíssima em células-tronco jovens, as quais podem dar origem a uma infinidade de tipos de células, como por exemplo, células musculares, ósseas, tendíneas e cartilaginosas. Essa plasticidade permite que essas células-tronco possam, futuramente, ser aplicadas para o tratamento de diversas patologias.

Todas as afirmações corretas estão em:

a) III – IV.

b) I – III – V.

c) II – IV – V.

d) I – II – V.

Resolução

Alternativa correta letra “d”.

Desta forma, ao entender mais sobre células-tronco, o estudante consegue perceber com mais clareza o quão importante esse assunto é para a Medicina atual. Cabe enfatizar ainda que, por se tratar de um tema classificado como moderno, é importante ao vestibulando ficar atento com as atualizações científicas desse área, até porque essa matéria constantemente é cobrada no Enem.

O post sobre células-tronco foi válido para seus estudos? Então conheça nosso plano de estudos e tenha acesso a vários outros conteúdos e matérias que constantemente caem na prova do Enem!

0 Shares:
Você pode gostar também