Como funciona o Prouni

Como funciona o Prouni?

Nesse texto você vai entender como funciona o Programa Universidade para Todos (Prouni) e como faz para concorrer às bolsas ofertadas. Assim, estará pronto para encarar o caminho em direção ao tão sonhado ensino superior.

Criado em 2004, o programa é responsável pelo acesso de mais de 2 milhões de novos universitários ao ensino superior.

São mais de 250 mil bolsas ofertadas em universidades privadas todos os anos, e para se candidatar a uma delas, você precisa ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Vamos entender um pouco mais desse programa do governo.

Entenda o programa

O Prouni acontece duas vezes por ano, uma no primeiro e a outra no segundo semestre. São oferecidas bolsas de 100% e 50%, e cada modalidade com diferentes requisitos.

Para poder concorrer às bolsas, é preciso que o candidato tenha participado da última edição do Enem, ou no caso de bolsas remanescentes, tenha participado de alguma edição a partir de 2010, com nota média de 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Além da pontuação mínima, o candidato precisa atender a pelo menos uma das condições abaixo:

  • ter feito o ensino médio completo em escola pública ou privada na condição de bolsista integral pela própria escola;
  • ser pessoa com deficiência;
  • ser professor da rede pública ativo, concorrendo apenas a bolsas para os cursos de licenciatura. Nesse caso, não há requisitos de renda.

Toda a inscrição é feita online pelo portal do Prouni. Você só precisará ir presencialmente à instituição caso seja aprovado.

Bolsas oferecidas

Existem dois tipos de bolsas que são oferecidas pelo Prouni, cada uma com uma finalidade e requisito:

Bolsa integral

Modalidade que oferece 100% de benefício, sem a geração de custo para o estudante. Essa bolsa é para candidatos que possuem, no máximo, um salário mínimo e meio por pessoa em sua renda familiar.

Bolsa parcial

Modalidade que oferece bolsa de 50% da mensalidade, tendo o estudante que arcar com os outros 50%. Nesta modalidade o teto é de três salários mínimos por pessoa na família.

Mesmo com a bolsa parcial, o estudante tem direito a concorrer ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para pagamento da outra parte da mensalidade.

Como funciona a inscrição?

Inscrição Prouni

A inscrição para o Prouni é feita exclusivamente pela internet, através do site oficial do programa.

Para fazer o cadastro é preciso ter em mãos o número de inscrição do Enem mais recente.

Após este passo, deve-se preencher os dados exigidos e fazer a escolha de duas opções de curso. Depois, é só acompanhar a nota de corte e aguardar o resultado.

A inscrição do Prouni é totalmente gratuita e sem nenhum custo de participação.

São oferecidos inúmeros cursos em diversas instituições, sendo a escolha feita a partir do desejo pessoal.

Como funciona a nota de corte?

A nota de corte do Prouni é usada para definir quais alunos serão aprovados. Normalmente, é a nota mais recente que o candidato tirou no Enem.

O cálculo é feito levando em consideração o número de vagas e o número de inscritos.

Assim, o sistema calcula a nota mínima que um candidato precisa para ser selecionado nesta fase, sendo o cálculo feito uma vez por dia.

Por exemplo, no Prouni de 2016, a nota de corte para o curso de medicina em Fortaleza era de 791,66.

Sendo assim, para ser aprovado, o estudante precisou ter nota acima de 791,66. Mas atenção, ter essa nota não é garantia, já que a nota de corte é recalculada constantemente.

Bolsas remanescentes

As bolsas remanescentes são as últimas vagas ofertadas pelo programa, isso significa que ela vem depois das chamadas regulares e lista de espera.

Para participar do processo seletivo não existem regras, a não ser as que já foram exigidas no processo de inscrição do programa.

Tendo atendido os requisitos, a participação pode ser feita e o candidato poderá concorrer a uma das vagas de bolsas remanescentes do Prouni.

Assim como no processo habitual, o participante deverá ter feito alguma das edições do Enem a partir de 2010. Além disso, é exigida a pontuação mínima de 450 pontos e a redação não ter sido zerada.

Esses requisitos valem para as bolsas integrais e parciais, que seguem as mesmas indicações já mencionadas aqui neste artigo.

As inscrições  devem ser realizadas no site oficial do Ministério da Educação (MEC), no campo específico de bolsas remanescentes.

Cotas Prouni: o que é e como funciona

Cotas Prouni

Assim como em qualquer processo seletivo, uma parte das vagas é direcionada para ações afirmativas. As cotas são reservadas para pessoas com deficiência, negros, pardos e indígenas.

As cotas vêm para democratizar o acesso, destinando uma porcentagem específica das vagas para grupos que historicamente têm menos acesso à educação superior.

A importância de ações como essa é diminuir o lastro de desigualdade, ofertando acesso à educação e a tantos outros direitos.

Para acessar as vagas destinadas para cotas, o estudante deverá seguir todos os passos normalmente, como já descrito no processo de inscrição.

Porém, ao selecionar uma das opções o candidato terá a possibilidade de ocupar as vagas de ampla concorrência e as vagas destinadas para cotas, selecionando o grupo ao qual se identifica.

Em seguida, o estudante terá acesso e concorrerá às vagas somente com o grupo selecionado.

Vale lembrar que caso seja aprovado, as instituições sempre pedem uma lista de documentos para comprovar o que você preencheu no momento da inscrição, por isso, só coloque informações que possam ser comprovadas!

Agora que você já sabe como funciona o Prouni, é importante estar atento aos períodos de inscrição. Em 2019, as inscrições podem ser feitas entre os dias 29 de janeiro e 1º de fevereiro.

Uma vez que o estudante for selecionado e não efetuar a matrícula dentro do período certo, ele perde a vaga e vai precisar aguardar as vagas remanescentes.

Por isso, muita atenção no processo de inscrição e às opções de cada curso, para que não tenha nenhum tipo de problema depois.

Cadastre-gratuitamente no Stoodi para ficar por dentro do mundo do Enem, Fies, Prouni e Sisu.